Criador do plano piloto de Brasília serve de inspiração para a mostra paulistana nos 50 anos do Distrito Federal

selo

A edição 2010 da Casa Cor São Paulo, que acontece de 25 de maio a 13 de julho, no Jockey Club, prestará um tributo ao arquiteto e urbanista Lúcio Costa, responsável pelo plano piloto que deu vida à Capital Federal, nos ano 1960. “Queremos, com isso, relembrar a concepção de Brasília”, afirma o presidente da Casa Cor, Angelo Derenze.

A princípio, apenas dois ambientes trarão os traços modernistas de Lucio Costa: o hall de entrada da Casa Cor, projetado por Maurício Queiroz, e o Gallery Office, criado pelo escritório Vidal & Sant'Anna Arquitetura no espeço Casa Hotel.

“Fazer uma homenagem ao Lúcio Costa não é uma tarefa muito fácil, nem corriqueira. Queríamos passar alguma coisa da história dele, mas sem ser monótono”, afirma Queiroz. Para isso, ele aliou painéis interativos, realidade virtual e realidade aumentada, com um pesquisas biográficas.

O resultado são peças que brincam com o olhar e o efeito surpresa, como o tapete que ficará logo na entrada do ambiente. De acordo com Queiroz, a peça, que na verdade será uma projeção, esconde um croqui assinado por Lúcio Costa. “Quando o visitante pisar, ele se desintegrará e o desenho aparecerá.”

Cada um dos quatro lounges que compõem o hall foi inspirado em uma frase do urbanista. “Queríamos mensagens que sintetizassem suas grandes descobertas”, diz Queiroz. A tradução de um desses momentos, por exemplo, resultou num ambiente todo branco para remeter ao céu de Brasília, considerado por Lúcio Costa como o mar da cidade. No mobiliário, o sofá antropófago de Pedro Franco, feito de cordas de paraquedismo, e uma cortina com pedaços de rede, para remeter às Copas de 58 e 62.

A fachada do hall também promete ser um atrativo à parte. Construída toda em pinus e madeira de demolição, dará ao ambiente um apelo sustentável. “Será a maior construção da Casa Cor feita em madeira certificada”, garante o arquiteto.

Imagens de carreira

Já o Gallery Office, projetado pelo escritório Vidal & Sant'Anna Arquitetura, será o espaço do Casa Hotel destinado à homenagem. “A gente tem uma seleção de 10 imagens representativas do Lúcio Costa espalhadas pelo ambiente”, avisa a arquiteta Ana Vidal.

“Ele é o grande responsável pelo modernismo no Brasil, foi ele que trouxe o Le Corbusier para cá. Era modernista, mas regionalizou, colocou essência a brasileira m seus projetos.”
O espaço de 200 m2 estará dividido em duas grandes galerias e ganhará características típicas das obras de Lúcio Costa, como o jogo de sombras, a oposição entre o claro e o escuro, e a simplicidade das formas.

“Na verdade, o espaço é muito limpo. O balcão, que é a peça central, será uma continuidade do desenho do piso”, descreve Ana. Ela ressalta que a complementação cria um forte elemento de comunicação visual que se repete por todo o ambiente, o que é ideal para um lobby de hotel.


Serviço:

Casa Cor São Paulo
De 25 de maio a 13 de julho
Local: Jockey Club de São Paulo
Av. Lineu de Paula Machado, 1.075, Cidade Jardim
Horário: De terça a sábado e feriados, das 12h às 21h30
Domingo das 12h às 20h
Ingresso: terça a sexta R$ 35,00
Sábado, domingo e feriados R$ 40,00
Passaporte R$ 70,00

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.