Amantes do bom vinho fazem questão de ter sua própria adega. Se você é um deles, veja algumas opções que se encaixam em espaços pequenos, médios ou grandes

Engana-se quem pensa que é preciso ter um amplo espaço para acomodar uma adega, ou cave, em casa. Existem modelos bem delicados que cabem em qualquer cantinho, como debaixo de uma escada.

VEJA PROJETOS DE ADEGAS NA GALERIA DE IMAGENS

Por outro lado, quem tem lugar de sobra pode instalar uma adega ocupando um ambiente inteiro ou em uma lateral do living, separada por uma divisória de vidro com isolamento térmico. Independente do tamanho, o importante é que se observe os cuidados para a preservação do vinho, como baixos índices de vibração e incidência solar.

Um exemplo de versão mini foi utilizada pelos arquitetos Marcos Contrera e Marcos Biarari em um de seus projetos. O morador fazia questão de ter a sua adega, mas não dispunha de espaço para isso. Então a dupla não hesitou em aproveitar o vão sob a escada do sobrado.

Optamos por um modelo para nove garrafas (mede 44 x 60 x 48 cm, com preço médio de R$ 800,00, da marca Electrolux). Para a instalação, foi preciso manter uma área livre para a troca de calor, já que as adegas, ou caves, são nada mais do que um refrigerador e, portanto, não podem ficar confinadas no vão. Dependendo do tamanho, as aberturas laterais e superiores podem variar, mas é imprescindível projetar o espaço para a ventilação, explicam.

Segundo William Tsuji, coordenador de marketing da Art des Caves, empresa especializada em projetos e execução de adegas, os modelos de linha da marca comportam de 14 a 500 garrafas e são facilmente instaladas: É preciso ter um plugue trifásico no local.

Para Tsuji, pode-se classificar em modelos pequenos aqueles que acomodam até 40 garrafas, médios até cerca de 200 garrafas e acima disso, já são consideradas grandes. Existem adegas para 2.500 garrafas e, nesse caso, são ambientes climatizados, onde se pode entrar no local, conta. Para se ter uma ideia de valores, a versão da empresa para 25 garrafas sai por R$ 2.080,00.

Boa conservação

No geral, as bebidas podem ser mantidas nas adegas a 14ºC. Mas, os exigentes sommeliers sabem que essa temperatura é indicada para o vinho tinto. Já para o branco, recomenda-se um pouco menos, 11 ºC, e para o espumante, apenas 4ºC. No entanto, para fazer essa separação, é necessário contar com uma adega de porte, que ofereça compartimentos específicos para cada tipo de bebida.

Outro detalhe que merece atenção é a iluminação, no caso dos ambientes climatizados. Alguns conceitos tradicionais de iluminação não podem ser aplicados em uma adega porque trata-se de um local diferenciado. A temperatura é baixa, a umidade é alta e o pé direito é mais baixo. Portanto, a luminotécnica não pode ser igual ao de uma sala de estar, diz William Tsuji.

O especialista explica ainda que lâmpadas que esquentam as garrafas acabam comprometendo a bebida. Assim, indica-se o uso de lâmpadas frias. Elas economizam energia e diminuem a fadiga dos equipamentos de refrigeração, aumentando sua vida útil. E, de acordo com Tsuji, o foco da luz pode ficar voltado para as garrafas: Não há problema algum, desde que a emissão de raios ultravioletas seja baixa, como geralmente ocorre com as lâmpadas frias.


Leia mais sobre: adega



Onde encontrar
Marcos Contrera e Marcos Biarari ¿
www.contreraebiarari.com.br
Evelin Sayar ¿ www.evelinsayar.com.br
Art des Caves - www.artdescaves.com.br

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.