Faz bem à alma e ao coração ter por perto as fotos de quem a gente ama. Mas será que dá para espalhá-las pela casa à vista de amigos e convidados ou é melhor deixá-las em um local mais íntimo?

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=delas%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237508155095&_c_=MiGComponente_C

Na hora de expor suas lembranças, a regra é a de que menos é mais. Uma estante de um living não pode parecer um festival de porta-retratos. Essa é a opinião do arquiteto Roberto Migotto, para quem os objetos mais íntimos, como fotos da família, devem ficar reunidos em um local de acesso restrito aos moradores, como nichos em um corredor. Dessa forma, ficam sempre à vista, mas só de quem mora na casa.

Outra sugestão de Migotto é cobrir uma parede do escritório com fotos que nos remetem a bons momentos. O resultado é sofisticado e sai do lugar comum. Quem compartilha dessa idéia é o designer de interiores Francisco Cálio, que acha moderno concentrar fotografias em uma só parede, mas ele deixa livre a escolha do ambiente. O lugar fica clean, bem melhor do que espalhá-las pela casa, comenta.  

Mas é claro que toda regra tem exceções e não existem ditaduras em decoração, pois o que importa é satisfazer a vontade do morador. É ele quem vai achar aquele canto especial para colocar o porta-retrato com a foto que lhe faz reviver um momento feliz.

Exponha as suas recordações

Existem, no entanto, alguns costumes que as pessoas tradicionais podem preferir, como reunir fotos em porta-retratos sobre um aparador ou em uma mesa do living. E quem se sente mais à vontade em deixar todos no escritório ou na sala de TV, saiba que é uma boa opção. Afinal, a idéia é manter as recordações na intimidade.

Já uma bela caixa ¿ que pode ser personalizada com scrapbooking ¿ com álbuns de fotos de viagens ou de uma festa importante, pode ficar sobre uma mesa da sala, como um enfeite. Mas sem que os convidados se sintam obrigados a ver foto por foto, o que é cansativo. Pois suas lembranças só dizem respeito a você.

Para quem prefere soluções descoladas, pode optar por um painel de parede com espaços para muitas fotografias, que existe à venda, já pronto, em lojas de molduras. Você pode adicionar as fotos aos poucos e o resultado parece um quadro, com a diferença de que só você terá um assim! Pode ficar no corredor, no quarto ou no home office. Se você tem filhos, essa é também uma boa pedida para o quarto deles. E as fotos vão sendo substituídas conforme eles vão crescendo.

Outra forma de expor suas fotos prediletas é separar uma série, com o mesmo tema, ampliá-las e emoldurá-las com um filete de madeira, em branco ou preto, com fechamento em vidro. Elas vão ganhar status de obra de arte. Depois, você pode apoiá-las sobre uma prateleira estreita, que pode ser de gesso ou madeira.

Mas diferente mesmo são as propostas da arquiteta Malu Grilli, que já transformou uma coleção de fotos de um casal em um grande painel adesivo e o aplicou em uma parede da área íntima da casa. As películas adesivas também têm sido utilizadas com fotos ampliadas de crianças, mas com transparência, e aplicadas sobre portas de armário de correr, no quarto dos pequenos. Fica divertido e especial.


Leia mais sobre: decoração


Onde encontrar:
Geórgia Cruz Lima ¿ tel. (11) 8239-9034;
www.scrapaddicted.com.br
Roberto Migotto ¿ tel. (11) 3885-2024;
www.robertomigotto.com.br
Francisco Cálio ¿ tel. (11) 3031-4139;
www.calio.com.br
Tergoprint ¿tel. (11) 3585-0500;
www.tergoprint.com.br
La Lampe - tel. (11) 3069-3949;
www.lalampe.com.br
Maria Luiza Ribeiro Grilli - tel. (11) 3331-0283

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.