Detalhes dourados, formas arredondadas, couro e transparências surgem com força na Casa Cor 2010

selo

Reunir e apontar tendências de materiais, linhas de design e organização da casa é um dos motivos que tornam a Casa Cor um dos eventos de decoração mais festejados do Brasil. E em sua 24ª edição paulistana não poderia ser diferente. Nos mais de 100 ambientes espalhados pela mostra de 56 mil m², a repetição de alguns elementos, indicam o que estará em alta nos projetos mais modernos e arrojados de 2010.

Uma das maiores apostas foi o dourado, que aparece em revestimentos de parede, objetos e móveis, garantindo sofisticação a todos os ambientes da casa. Exemplo disso é o Terraço Gourmet criado por Fabio Galeazzo. Nele a parede que abriga a lareira e a mesa de almoço foram revestidas por pastilhas de ouro, cujo metro quadrado custa R$ 20 mil.



A aposta de Galeazzo na mistura entre o luxo do ouro e a rusticidade de materiais naturais, também está no Loft Sustentável de Fernanda Marques. Troncos de madeira pintados de dourado foram transformados em bancos para a área externa e em mesa de centro, para a sala criada no interior do ambiente.

“Usar o dourado é uma idéia que está vindo forte, mas passa a ser tendência apenas quando a cor sai daquele uso clássico e vai para linhas modernas, mais retas”, aponta Galeazzo.

Aposte no couro

Outro elemento que ganhou novo uso foi o couro. No Loft do Jovem Atleta, criado por Moreno, o material aparece como revestimento da escrivaninha e das paredes. “Quis dar um clima de rusticidade, de aridez. Criar uma gruta com materiais naturais”, diz o decorador.

O couro também aparece no ambiente de Débora Aguiar, a Casa de Campo. De acordo com ela, o uso do material na parede da sala de estar, assim como a utilização da camurça no closet, são opções feitas para remeter ao conforto. “Usei esses materiais para dar sensação de aconchego.”

Sustentabilidade já

Mais do que tema da Casa Cor 2010, a sustentabilidade já é palavra de ordem para grande parte dos profissionais. Assim, vários ambientes seguiram essa linha. Caso do Camarote Brasil, criado por Ana Rita Sousa e Silva, desenvolvido para receber os torcedores durante a Copa do Mundo, onde o uso de materiais naturais, como madeira e folha de bananeira trançadas prevalece.

A filosofia também aparece com força no reaproveitamento de materiais, como no Banheiro Público Feminino, onde a arquiteta Carla Dichy valeu-se de retalhos de jeans para revestir luminárias e paredes. Quem também apostou em tecidos foi a arquiteta Denise Barreto, que finalizou a chaise de madeira prensada com uma manta de tear, feita com trapos de pano.

A utilização da madeira certificada, reciclada e de reuso se tornou praticamente uma constante e aparece desde o ambiente do Concierge de Viagem (da Triplex Arquitetura), até a Livraria (de Gerson Dutra de Sá e Ana Lucia Salama) e grandes suítes como a São Paulo, de Moema Werteimer, e a inspirada em Adriane Galisteu, criada pela In House Design.

Transparência

O uso de vidro e acrílico misturados a elementos naturais como madeira e metal nunca esteve tão em alta. Daniela Colnaghi, Ângela Tasca, Denise Barreto e Fernanda Marques são apenas algumas das profissionais que apostaram em móveis que traduzem esse movimento.

“Na verdade, a tendência é usar produtos industrializados e naturais, orgânicos, juntos”, esclarece Denise Barreto. No loft da executiva desenvolvido por ela, um tronco de árvore serve de base para uma escrivaninha.

A mesa, criada pela L’Oeil junto com a arquiteta, foi feita com um tronco natural, sem agredir a natureza “Mantivemos até o desgaste da chuva na horizontal”, observa Denise.

Formas arredondadas

As linhas arredondadas também são aposta em diversos ambientes da Casa Cor 2010. Entre os ambientes que usam as linhas curvas para dar movimento ao espaço estão o Banheiro Público Feminino, de Andrea Lattanzi Tavares e Tildchen Moussa. Uma estrutura curva de gesso emoldura o espelho, que conversa com cubas arredondadas.

Quem também aposta nessas linhas é o arquiteto Leonardo Junqueira em seu Loft do Jovem Investidor. Na parede, relevos arredondados se unem a aconchegante poltrona com linhas curvas. Luminárias Tom Dixon completam o ambiente com suas formas únicas.


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.