Première de design no MuBE traz peças criadas por Isay Weinfeld, Ronaldo Fraga e Jum Nakao, a convite de Baba Vacaro

Pensar fora da caixa. Essa foi a proposta de Baba Vacaro ao convidar nomes do design, da arquitetura, da moda e das artes plásticas para desenvolver a coleção “Imaginários”, da Dpot , empresa onde atua como diretora de criação.

“Adoro a diversidade, gosto de aprender com as pessoas”, afirma a designer. Entre os nomes escolhidos estão os arquitetos Isay Weinfeld, Flavia Pagotti, Guinter Parschalk e Isabela Vecci; os estilistas Ronaldo Fraga e Jum Nakao; a artista plástica Heloisa Crocco e os designers Sérgio Rodrigues, Claudia Moreira Salles, Rodrigo Almeida, Roxanne Duchinni, Gustavo Pianetti, Fernando Prado, Porfírio Valladares e Paulo Alves, além da própria Baba Vacaro.

“A cada dois anos, procuro lançar uma coleção bem representativa do design brasileiro, mas dessa vez quis ir mais longe”, conta. “Pedi que eles criassem a partir das relações que têm com a própria casa e com o ‘morar’, sem a pressão de desenvolver algo com potencial de venda. O objetivo não é comercializar as peças, mas discutir o resultado desse trabalho e abrir a cabeça para novas criações.”

Algumas peças poderão ser vistas na loja após a première para convidados, no dia 17 de novembro, no MuBE, em São Paulo. “Muitas podem, ainda, originar novas coleções, mas esse não era o objetivo inicial”, afirma a diretora de criação.

A coleção

A peça criada pela própria Baba traduz bem o espírito da coleção “Imaginários”. Ela conta que estava em uma das fábricas com as quais trabalha quando teve a ideia de criar a mesa Gelatina. “Reparei que havia vários cacos de acrílico no chão e aquelas formas me lembraram a gelatina que minha avó fazia quando eu era criança. Acabei transformando aquela matéria-prima em um novo material, um bloco de metacrilato que originou a mesa colorida.”

O reaproveitamento também aparece nas peças de Paulo Alves – uma mesa concebida com restos de madeira –, Guinter Parschalk – uma estante feita com caixotes de feira – e Flavia Pagotti – uma espreguiçadeira criada a partir do mesmo material.

Já Gustavo Pianetti inspirou-se no universo rural. Seu aparador Sabiá remete a um móvel de uma fazenda colonial situada às margens do lago de Furnas, no Sul de Minas Gerais.

O estilista Jum Nakao quis dar vazão à ideia de “memórias transportáveis”, criando uma espécie de portal para a nova relação do olhar com o espaço onde as obras de arte se instalam.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.