Com criatividade, arquitetos e decoradores provam que e possivel elaborar projetos completos utilizando materiais que n?o causam impacto ao meio ambiente. Conheca algumas dessas propostas apresentadas na Casa Cor S?o Paulo 2009

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=delas%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237508170145&_c_=MiGComponente_C

N?o e a toa que a edic?o da Casa Cor S?o Paulo deste ano, que acaba de ser aberta ao publico, tem como tema a sustentabilidade, ja que cada vez mais o planeta toma consciencia de sua responsabilidade com o meio ambiente. Em todos os espacos, do piso a iluminac?o, foram empregados artificios ecologicos, e muitos deles ja podem ser encontrados em lojas especializadas.

No Loft Sustentavel proposta pela arquiteta Helena Viscomi, por exemplo, ate as telhas e os fechamentos de paredes internas e externas s?o feitos com placas de embalagens recicladas de Tetra Pack. Alem da escolha dos materiais, Helena tambem propos soluc?es para o reaproveitamento de agua e otimizac?o do uso de energia.

Na Europa e nos Estados Unidos ja existem leis em que as construtoras s?o obrigadas a se adaptar a construc?o sustentavel. Vejo isso como um futuro proximo aqui no Brasil, pautado n?o so pelo interesse, mas tambem pela legislac?o, afirma a profissional. A iluminac?o do seu ambiente na Casa Cor, por exemplo, e feita com Leds, que consome cerca de 30% da iluminac?o convencional.

Alem disso, o revestimento de piso, paredes e moveis empregou madeira de demolic?o, recuperada de casar?es antigos e que, apos receber o devido tratamento, ganha qualidade e durabilidade. Ja a tinta utilizada nas paredes e a base de agua, da Suvinil, tambem ecologicamente correta.

Entre varios recursos, Helena optou ainda pelo aquecimento solar de agua e instalou um reservatorio, receptor de aguas pluviais de pias e de drenagem de jardim, para que a agua recebida seja tratada e reutilizada para jardinagem e vasos sanitarios.

Inumeras possibilidades

Mas os recursos de preservac?o ambiental s?o vistos em diferentes propostas. No banheiro publico da arquiteta Solange Calio e tambem na Tenda assinada por Jo?o Armentano tem destaque a Bacia Dream, da Deca, com caixa acoplada e sistema Dual Flux, com descarga de 3 e 6 litros para uma economia de ate 38% de agua.

No Refugio do Velejador, da arquiteta Debora Aguiar, outra surpresa: o piso, a primeira vista, parece madeira de demolic?o, bem rustica. Mas basta um toque para sentir a temperatura fria. Debora empregou, na verdade, reguas de concreto estampado da linha Castellato Madeyra Vechia, que simula a velha madeira a perfeic?o.

Carlos Piratininga
No Refugio do Velejador, da arquiteta Debora Aguiar, o piso parece madeira de demolic?o. Na verdade, s?o reguas de concreto estampado da linha Castellato Madeyra Vechia

E no Studio da Moca, de Ana Lucia Siciliano, ha um pufe balanco, com design diferenciado, feito com polpa de papel reciclado com assento de couro vegetal, alem de uma estante feita com bubina de papel?o. Ambos assinados pelo designer Nido Campolongo. O piso, por sua vez, e de peroba rosa de demolic?o.

Ja a iluminac?o do Studio da Moca e feita com lampada fluorescente T5, que tem consumo menor de energia com maior capacidade de iluminac?o, alem de Leds: S?o lampadas que consomem menos energia, n?o emitem luz ultravioleta e n?o utilizam mercurio ou qualquer outro elemento que agrida a natureza, explica Ana Lucia.

Divulgac?o

No Studio da Moca apresentado pela arquiteta Ana Lucia Siciliano na Casa Cor S?o Paulo 2009 ha numa estante feita de bubina de papel?o e o piso e peroba rosa de demolic?o

Outro exemplo de material sustentavel pode ser conferido no piso da cozinha elaborada pela arquiteta Angela Tasca, na Casa Kids. Trata-se de um revestimento feito a partir da reciclagem de lampadas fluorescentes: o Mosaico Invecchiatto Bianco, da Lepri, que tem o aspecto de seixos rolados, pelo formato irregular e faces arredondadas.

Na grande maioria dos espacos, moveis feitos com madeira certificada ou fibras naturais ? cuja extrac?o n?o agride a natureza ? provam que basta ter bom-senso para criar ambientes belos e sustentaveis.


Leia mais sobre: decorac?o sustentavel

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.