A ditadura minimalista e clean perde espaço para diversidade e idéias sustentáveis

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=delas%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237508139915&_c_=MiGComponente_C

Acordo Ortográfico


A regra continua a mesma no que diz respeito a aliar estética e funcionalidade, mas a decoração contemporânea ganhou uma nova roupagem. A predominância minimalista que dava um ar totalmente clean aos ambientes perdeu espaço para a mistura e a liberdade de criar com objetos que vão do retrô ao futurista.

A definição de contemporâneo relaciona automaticamente a tendência dos projetos de interiores aos tempos atuais. Isso significa pensar em valorização da diversidade e preservação de recursos naturais, assuntos que estão cada vez mais em pauta em todos os setores. A decoração mudou muito nos últimos anos. Porque está com uma cara nova e com uma aceitação muito maior do cliente final, explica Francisco Cálio designer membro da Associação Brasileira de Design de Interiores (ABD). Hoje, é possível usar muito mais tudo que o cliente tem em casa. Seja um objeto de valor sentimental ou uma peça que ele simplesmente goste. A decoração está permitindo muito mais e sendo aceita desta maneira, completa.

Apesar dessa liberdade de criação maior dada aos arquitetos de interiores, Francisco Cálio acredita que misturar tendências sem deixar de lado a funcionalidade que o ambiente deve ter é um conceito cada vez mais forte e estável. A decoração, atualmente, permite muito mais e é aceita desta maneira. Apesar de ser marcada por essa permissão, está muito mais consistente, amadurecida, e já pode ser vista em todas as camadas da sociedade, diz.

De acordo com o designer, a explicação para esse fenômeno é que as pessoas têm cada vez mais acesso a essas informações, o que permite levar algumas das idéias para seu espaço, e a necessidade, devido a fatores como a violência, de receber amigos dentro de casa. As pessoas estão cada vez mais recebendo amigos no ambiente familiar, afirma.

Idéias sustentáveis

A boa relação com o meio ambiente também é sinal dos novos tempos e está muito presente nos novos projetos de interiores. Atualmente, a decoração contemporânea está diretamente ligada ao bem-estar e ao respeito à natureza, define Marcio Michaluá arquiteto e urbanista formado pelo Mackenzie. Isso significa que os projetos estão sendo pensados para agredir cada vez menos o meio ambiente, completa.

Essa diminuição de impacto e valorização da natureza atua em diversas frentes nos projetos de decoração. A primeira delas é a preocupação em usar materiais ecologicamente corretos. Outra tendência que pode ser observada nos ambientes predominantemente contemporâneos é que os elementos naturais voltam a fazer parte da decoração. É possível perceber a presença de plantas naturais nos ambientes, que são cada vez mais planejados para ter luz natural também, explica Marcio Michaluá.

Conceitos colocados em prática

Nos mais renomados eventos dedicados às novidades do design de interiores, é possível conferir os conceitos apresentados pelos profissionais colocados em prática. A cidade de São Paulo, por exemplo, recebeu no mês de setembro a primeira edição da exposição Casa Boa Mesa , que teve como tema central a arte de receber bem.

Em cada um dos ambientes é possível perceber a mistura de estilos e a prioridade em preparar um local da casa ¿ seja ele sala, cozinha, copa ou varanda ¿ para acomodar visitas. Francisco Cálio, por exemplo, assina um dos espaços do evento, a Cozinha Gourmet , que apresenta traços contemporâneos no que diz respeito aos novos costumes da sociedade.

"A idéia é transformar a cozinha em um ambiente para receber, por isso coloquei um balcão grande, que também serve como sala de jantar", explica. "Outra característica importante é um traço mais sóbrio e masculino dado ao espaço. Isso porque cada vez mais os homens vão para a cozinha, se especializam em vinhos, ou seja, se preparam para uma boa recepção", conclui.

LEIA TUDO O QUE ACONTECEU DURANTE O CASA BOA MESA



Leia mais sobre: decoração

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.