Sofisticação e exclusividade com toque conceitual no mais novo evento de decoração de SP

Um tapete com felpas de mais de 15 cm, daqueles no qual o pé afunda e dá uma vontade louca de se jogar, de tão macio, pode ser a melhor tradução da Mostra Black , evento de decoração que abre suas portas amanhã (22 de junho) em uma mansão de 1.500 m², projetada na década de 40 pelo francês Jacques Pillon, no coração do Jardim América, em São Paulo.

Ou a tradução seria melhor interpretada pelo telefone oxidado, uma obra de arte única, garimpada por Ana Maria Viera Santos na galeria Horizonte?

Tapete com felpas de mais de 15 cm era um dos destaques do ambiente do arquiteto Sig Bergamin
Divulgação
Tapete com felpas de mais de 15 cm era um dos destaques do ambiente do arquiteto Sig Bergamin



De qualquer forma, as peças deixam claro o refinamento, exclusividade, conforto e bom-gosto – muito bom-gosto – que se poderá encontrar em cada um dos 14 ambientes decorados por renomados arquitetos, paisagistas e designers de interiores, selecionados a dedo por Raquel Silveira para a primeira edição do evento.

Sonhos estéticos
Além dos ambientes dignos de presidentes de empresa e empresários muito bem sucedidos, a mostra tem um toque de conceitual, refletindo os sonhos estéticos dos profissionais envolvidos. Como numa passarela de moda, nem tudo ali é apresentado como se poderá encontrar no dia a dia de uma casa habitada.

É o caso da instalação criada por Renata Seripieri , na qual um banco de madeira assinado por Hugo França serve de base para a projeção de poemas da artista plástica e poeta Mana Bernardes, dentro de uma sala escura. Quem teria uma dessas em casa?

Outro que optou pela mesma linha de ousadia foi o arquiteto Roberto Migotto com seu lounge vermelho. “Apesar de conceitual, o ambiente é totalmente possível para compor o lar de pessoas mais despojadas e que amam a cor, assim como o estilista Valentino e a colunista de moda Diana Vreeland”, diz Migotto.

Fernanda Marques também garante que sua garagem com paredes e teto de vidro pode ser construída em qualquer terreno espaçoso. “É um apêndice da casa para reflexão individual ou até mesmo diversão”, afirma.

Guto Requena chega a abrir mão de mostrar seu talento como arquiteto para criar uma verdadeira instalação artística. No hall de entrada resgata a história da família que vivia no imóvel. No banheiro, chuveiros e torneiras servem de alto-falante para declarações sobre “o que faz de uma casa um lar”. Exclusividade e ousadia provocativas.

Serviço:
Hyunday Mostra Black
De 22 de junho a 17 de julho de 2011
Rua Groenlândia, 448, Jardins - São Paulo (SP)
Tel: (11) 2609.2522
Funcionamento:Terça a sábado e feriados, das 11h às 20h30; domingo, 11h às 19h30
Ingresso: R$ 100,00
Crianças até 10 anos não pagam
Estudantes, mediante a apresentação de carteira de estudante, e idosos pagam meia entrada
Estudantes de arquitetura, design e decoração, mediante a documentação, pagam meia entrada
Bilheteria no local: 11h às 20h, de terça a domingo
Transporte: Estacionamento no Hotel Unique, na Av. Brigadeiro Luis Antonio, 4700. Traslado gratuito de ida-e-volta dos visitantes do Unique até a Mostra Black.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.