Soluções high-tech, que combinam automação, projeção e interatividade roubam a cena nos novos projetos

Aumentar o conforto , auxiliar na rotina e reduzir o consumo de energia e água em casa são alguns dos benefícios trazidos pela automação dos espaços, tema que se destacou em diversos ambientes da Casa Cor São Paulo , neste ano.

No ambiente planejado pela designer de interiores Ana Paula Faria é possível controlar luzes, som e TV pelo iPad, e assistir a um mesmo filme na sala e no quarto, aproveitando o telão que faz as vezes de parede divisória. Uma película especial corrige a imagem e impede que as cenas apareçam invertidas.

No ambiente da arquiteta Ana Paula Faria é possível assistir a um mesmo filme na sala e no quarto, aproveitando o mesmo telão
Amana Salles/Fotoarena
No ambiente da arquiteta Ana Paula Faria é possível assistir a um mesmo filme na sala e no quarto, aproveitando o mesmo telão
Outro destaque é o espelho da bancada de maquiagem, que com apenas um toque se transforma em um monitor de TV LCD de 13 polegadas. Do lado de fora, um projetor de cristal líquido instalado na fachada permite mudar a cor da parede com apenas um clique.

Na Casa Primal, criada por Joia Bergamo, iPhones e iPads servem para controlar a residência inteira : abrir e fechar persianas, acionar pontos de iluminação que criam diferentes cenários, ligar o som, selecionar músicas e programar o aquecimento do piso. Ali, até mesmo a lareira moldada em aço corten pode ser acionada por controle remoto.

No ambiente de Joia Bergamo é possível abrir e fechar persianas, acionar pontos de iluminação e ligar ou desligar o som por meio de iPhones e iPads
Divulgação
No ambiente de Joia Bergamo é possível abrir e fechar persianas, acionar pontos de iluminação e ligar ou desligar o som por meio de iPhones e iPads

A tecnologia também foi usada por Ana Bartira Brancante, que valeu-se de um sistema de trilhos – que pode ser acionado pela internet ou por controle remoto – para fazer o televisor “correr” entre a sala e o quarto. No banheiro, o box tecnológico permite acoplar o iPod para ouvir música e até atender a telefone durante o banho.

No Loft tecnológico, um sistema de trilhos faz o televisor “correr” entre a sala e o quarto
Amana Salles/Fotoarena
No Loft tecnológico, um sistema de trilhos faz o televisor “correr” entre a sala e o quarto

Melhorar a experiência também foi o objetivo da In House ao levar o sofá tecnológico ao Family Room. Aparentemente comum, o móvel – ligado ao sistema de home theater – se movimenta conforme as ações do filme, dando a sensação de que o expectador faz parte da aventura.

A designer de interiores Rosa May Sampaio tansformou a mesa de trabalho em um iPad gigante
Amana Salles/Fotoarena
A designer de interiores Rosa May Sampaio tansformou a mesa de trabalho em um iPad gigante

Na Suíte da Mulher Contemporânea, a designer de interiores Rosa May Sampaio conseguiu transferir a tecnologia para a decoração. Com a ajuda de projeção, transformou a mesa de trabalho em iPad gigante e um nicho da parede em lareira virtual.

O sofá tecnológico do Family Room é ligado ao sistema de home theater e se movimenta conforme as ações do filme
Amana Salles / Fotoarena
O sofá tecnológico do Family Room é ligado ao sistema de home theater e se movimenta conforme as ações do filme

Nem mesmo o armário escapou da onda. No ambiente, projetado por Betina Gomes, o cabideiro automatizado permite escolher as roupas em uma tela “touch screen”, onde estão armazenadas informações como número e situações de uso de cada peça. Tudo para não repetir combinações. Na sala de estar, um cofre com sistema biométrico garante a segurança das joias. E na hora de dormir, basta apertar um botão para projetar um céu estrelado sobre a cama.


Veja mais noticias sobre a Casa Cor no
twitter do Delas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.