Tema deste ano e mostrar como a casa pode ser customizada para revelar a personalidade de seu morador

Em sua 18? edic?o, a Casa Cor Rio , que acontece de 26 de agosto a 5 de outubro, restaura o casar?o de 1910, com estilo neo-classico ecletico, que por mais de 40 anos abrigou o Colegio Sacre-Coeur de Jesus, em Laranjeiras.

Como se trata de um bem tombado municipal, o arquiteto responsavel pelo projeto, Ruy Rezende, lancou m?o do retrofit ? reforma que mantem as caracteristicas da fachada e moderniza o interior, adaptando-o as inovac?es tecnologicas.  

A quase totalidade dos 62 espacos, assinados por 98 arquitetos, decoradores e paisagistas , contrasta elementos originais do casar?o com projetos de vanguarda, provando que o classico pode viver em sintonia com o contemporaneo. As antigas salas de aula com pe-direito alto e janel?es voltados para arvores centenarias foram transformadas em moradias compactas, multifuncionais, tipicas dos grandes centros urbanos.

S?o 16 estudios, de 60m? a 90 m?, auto-suficientes, localizados em dois andares. Apos o evento, o local sera transformado no residencial Rossi Parque Laranjeiras. O mote deste ano e a casa com a cara do dono, que revela a personalidade de seu morador, uma tendencia forte no mundo globalizado, onde as pessoas precisam se sentir especiais e unicas, explica Patricia Mayer da 3 Plus, uma das organizadoras do evento.  

As tendencias

A casa customizada comeca na divis?o da planta dos dezesseis estudios do evento, pois os arquitetos tiveram total liberdade para idealizar a distribuic?o do living, quarto, banheiro, cozinha. Pedro Paranagua incorpora detalhes despojados das casas cariocas com elementos indispensaveis a um paulista workaholic que dorme perto de seu notebook.

Mauricio Nobrega aqueceu seu espaco com lembrancas de viagem e objetos herdados da familia para contar a historia de um casal que mantem um apartamento para temporadas no Rio. Fabio Bouillet e Rodrigo Jorge pensaram como moraria um amante de lutas marciais. 

Apartamentos compactos

Nos 16 estudios da Casa Cor, a casa parece n?o ter limites e as func?es dos espacos se mesclam. Sala pode funcionar no quarto. O escritorio pode se instalar na sala ou se mudar para o quarto. Do banheiro avista-se a televis?o e decide-se que ali sera o home-theatre. Tudo depende da preferencia de cada um.

Ha aqueles que reservam mais metros quadrados para a sala de ginastica como o personagem do estudio de Pedro Paranagua. Destaque para as portas de correr que, transformam a cara de nossas casas ou delimitam barreiras reais e imaginarias. E por que n?o a iluminac?o, cada programac?o de luz muda o clima da casa.

A vida e desdobravel. E os moveis idem. A bancada da cozinha de Mauricio Nobrega ganhou nova utilidade na sala de jantar: a de aparador. A cama do casal assume muitas finalidades, ja que uma mesma estrutura de madeira se transforma em mesinhas laterais e cabeceira com escaninhos para guardar objetos e livros. No estudio de Jairo De Sender, o movel que e usado como sofa durante o dia, a noite vira cama. O movel criado por Paula Neder e Alexandre Monteiro e, ao mesmo tempo, cama, banco e escrivaninha.

Tudo se recicla

No estudio do Ecologista de Maria Cecilia Teixeira, tudo e reciclavel: pastilhas de vidro 100% reciclado, moveis de madeira certificada, de garrafas PET e de aparas de madeira. Angela Leite Barbosa pensou numa mulher que vive so, mas acompanhada das causas ambientais que defende. O sofa e revestido com uma lona confeccionada com fios reciclados e fios de garrafa Pet. Eletrodomesticos que poupam energia, jardim com horta organica e mesa feita com base de tronco s?o outros detalhes ecologicamente corretos.

O Spa Deca de Luiz Fernando Grabowsky e baseado na energia da agua e tanta devoc?o ao liquido n?o combina com um uso irresponsavel. Toda a agua do espaco e recolhida por bombas escondidas no local tratada e reaproveitada. A agua tambem e poupada nos WCs do Restaurante de Fernanda Bessone e Raul Moras. As valvulas de descarga tem dois bot?es de acionamento: um para detritos liquidos e outro para solidos, evitando o desperdicio. Paola Ribeiro colocou um tapete Hemp, feito da fibra do canhamo, e Anna Luiza Rothier faz a irrigac?o por meio da tecnica de gotejamento, na qual as flores recebem apenas a quantidade indispensavel de agua.

Criatividade e a chave

Um tucano em uma enorme gaiola dourada e um elefante reproduzido em tamanho ampliado na Recepc?o de Ricardo Mello, Rodrigo Passos e Chafik Benazzouz; escultura de taxi nova-iorquino em MDF na porta de entrada do espaco do Jairo De Sender; lampadas comuns amarradas em fios vermelhos sem luminarias ou aderecos (Alessandro Sartore); um grande painel com garrafas de cristal com aguas iluminadas por leds (Mario Santos); arandelas com formato de pires, xicara e colher de cafe do designer Ingo Maurer no Cafe do Boulevard (Leonardo Pascual) s?o alguns dos exemplos que podem ser vistos na Casa Cor Rio.

No quesito irreverencia, Miriane Flores ganha todas: seus WCs com um que chic e debochado, tem frases bem-humoradas nas paredes, reproduc?es de uma serigrafia de Rembrandt coladas nas portas dos toiletes adornadas por classicas molduras em ouro velho e uma serigrafia de um homem fazendo xixi. Ela tambem selecionou videos de criancas usando privadas e penicos que vai ser exibido na sala de espera, ao som de Bach, com decorac?o de candelabros antigos e papel de parede de veludo bordo flocado.

Casa plugada na tecnologia

Entra ano e sai ano, os arquitetos aproveitam os avancos tecnologicos para tornar nossa vida mais facil e prazerosa. Solange Medina  transforma seu living em home theater, num simples apertar de bot?o o armario se abre e o painel de flor e substituido por uma TV de 100. Ja no Terraco Bar, as imagens passam de uma tela para a outra no painel, com seis TVs de plasma.

E na Sala do Cacador de Tendencias, de Mario Santos, na parede de vidro, est?o monitores com telas sensiveis ao toque, onde e possivel mover multiplas informac?es a respeito do projeto de retrofit do casar?o, como imagens da fachada. A fibra otica, por definic?o, e um filamento com capacidade de transmitir luz e, por arte, foi usada para trancar cordas de navio que sustentam balancos de acrilico. O visitante podera apreciar videos projetados sobre um painel de vidro atraves de um retroprojetor.


18? Edic?o Casa Cor Rio
Data: de 26 de agosto a 5 de outubro
Horario: de terca a domingo (inclusive feriados), das 12h as 22h
Endereco: Rua Pinheiro Machado, 22, Laranjeiras/ RJ
Ingressos: terca e quarta ? R$ 25,00; quinta a domingo (feriados inclusive) - R$ 30,00
*Estudante com carteira e idosos acima de 60 anos pagam meia; crianca ate 10 anos n?o paga
Informac?es: (21) 2237-4026
Estacionamento: R$ 10,00

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.