João Armentano, Ugo di Pacce e Fernanda Marques foram alguns dos ganhadores

selo

Cerca de 500 pessoas acompanharam nesta terça-feira, dia 1º, a edição 2010 do prêmio Casa Cor. O júri composto por 10 jurados, entre eles o jornalista Cesar Giobbi e o fotógrafo Tuca Reinés, elegeu os melhores e mais criativas espaços da Casa Cor, Casa Kids, Casa Hotel e Casa Talento em 10 categorias diferentes.

O grande vencedor da noite foi o arquiteto João Armentano que levou dois prêmios. O Porão do Rato criado por ele foi eleito o projeto mais original e mais ousado. “Os prêmios de hoje foram muito importantes. É a segunda vez que ganhamos como projeto mais original”, comemora.

Ambiente criado por Ugo di Pace fio um dos premiados da Casa Cor 2010
David Santos Jr/FOTOARENA
Ambiente criado por Ugo di Pace fio um dos premiados da Casa Cor 2010

Um dos prêmios mais badalados da noite, o melhor ambiente de Casa Cor, foi para um estreante ilustre no evento. Ugo di Pace, Raul di Pace e Maria de Pace venceram a categoria com o Espaço para a Nova Era. “Aquilo que a gente fez no projeto é exatamente o que a gente faz nas nossas casas”, diz Ugo. Contente com o prêmio, o arquiteto comemorou o sucesso do espaço. “Pouca gente conhecia nosso trabalho e democratizá-lo é maravilhoso; o grande público está aqui.”

Estreantes são premiadas

Também estreantes, as amigas Luciana Pastore e Maria Paula Giuliano venceram na categoria melhor projeto de Casa Kids, com seu Loft dos Sonhos das Crianças. Na novíssima Casa Talento, o premiado foi o arquiteto e designer Marcelo Rosenbaum, com a linha de móveis Caruaru, desenvolvida para a Micasa.

A premiada na categoria melhor ambiente de Casa Hotel foi Consuelo Jorge, que criou espaço inspirado no ex-jogador de futebol Raí. Em 13 participações na Casa Cor, o prêmio surpreendeu a arquiteta. “Estava todo mundo falando que estava bonito e tal, mas não esperava levar o prêmio.”

O melhor projeto comercial foi para o Restaurante Brasileiro de Jaime Bernardo. O banheiro unissex do casal Marco e Cida Portes foi eleito pelo júri como o melhor projeto de uso público.

Esforços compensados

Na categoria projeto mais sustentável, Fernanda Marques e seu Loft de Inverno Sustentável levaram o prêmio. O melhor projeto de paisagismo foi para Paula Magaldi, que criou a Praça Tropical. “O espaço era muito grande, achei que não ia conseguir”, confessa Paula. De acordo com a paisagista, todo o piso foi refeito, o que exigiu nada menos do que 58 caminhões para trazer o material.

O presidente da Casa Cor, Angelo Derenze, revela que o resultado foi apertado. “Foi o ano mais difícil por conta de muitos empates. O presidente do júri teve muito trabalho.”

David Santos Jr/FOTOARENA
Ambiente de Fernanda Marques na Casa Cor

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.