Patrícia Anastassiadis, Roberto Migotto e Fernando Piva são alguns do profissionais que participam desta edição

São Paulo começa a aquecer os motores para os principais eventos de decoração do ano com a abertura da 19ª Mostra Artefacto, no dia 3 de maio. São 3 mil m² de exposição, divididos em 31 ambientes, decorados por renomados profissionais.

Os arquitetos e designers de interiores convidados aproveitaram os três andares da loja no bairro dos Jardins, em São Paulo, para mostrar seu trabalho e conquistar novos clientes. “É um grande laboratório, onde conseguimos expor nossos conceitos e ideias”, afirma o arquiteto Fernando Piva, que criou um jardim de inverno para a sexta edição da qual participa.

Visibilidade

Entre os estreantes na Mostra Artefacto estão Márcia Lazzuri, Márcia Brunello, Leila Barakat e Felipe Diniz, que considera o evento uma ótima oportunidade de dar mais visibilidadade a seu escritório. “Estamos há apenas dois anos no mercado e participar do evento servirá para marcar meu nome.”

A vitrine deste ano é assinada pelo arquiteto Roberto Migotto e chama atenção pela presença de luminárias do designer inglês Tom Dixon e pela plasticidade.

Reedições e customização

A novidade desta edição é o relançamento de peças que foram destaque em coleções anteriores, como a poltrona de couro New York, sucesso da marca nos anos 1990. “Móveis como a New York não precisam ser repaginados porque são atemporais”, afirma Eduardo Machado, diretor da loja.

Ele conta que outras atrações do evento são as peças customizadas pelos arquitetos e designers convidados, como o sofá utilizado por Patrícia Anastassiadis em seu espaço multiuso.

A suíte 818, como foi batizado o ambiente de 108 m² de Patrícia, é formada por quarto, sala e varanda. Entre os destaques, estão os vidros de projeção, que separam o quarto da sala. “Cobertos por uma película, eles exibem filmes que podem ser vistos, ao mesmo tempo, nos dois ambientes”, diz a arquiteta.

Brilho e aconchego

As mesas escolhidas para compor a suíte 818 receberam acabamento em alto brilho preto – nova técnica utilizada pela Artefacto para proporcionar o efeito laqueado aos móveis de madeira. “O acabamento brilhante está entre as principais tendências em exibição na mostra, assim como os móveis de aço inoxidável”, afirma Machado.

O arquiteto Fabio Morozini – que desenvolveu uma estampa de tapete exclusiva para a mostra – também destaca o uso do brilho. “Mas com cautela”, alerta. “Procuro atingir um equilíbrio entre o brilho presente nos móveis e nos detalhes, e nos materiais naturais, que uso em pisos, paredes e tecidos.”

No living projetado para a 19ª Mostra Artefacto, Morozini optou por um quadro de acrílico com espelhos, criado por Cícero Silva, para decorar uma parede de madeira. Esse contraste é uma de suas marcas. “As associações entre brilhante e fosco, claro e escuro, e forte e fraco, por exemplo, trazem vida aos projetos.”

Outra característica essencial para Morozini é deixar os ambientes aconchegantes. “Sempre me inspiro em David Hicks, um grande arquiteto da década de 70, que desenhava espaços gostosos de ficar, para que o cliente se sentisse muito bem em casa.”

Clássico e contemporâneo

Outro living da mostra foi decorado por Cilene Monteiro Lupi, arquiteta que participa pela oitava vez do evento. A combinação do verde e dos tons claros nos revestimentos e dos materiais naturais nos móveis trouxe a sensação de conforto ao local, que ela define como um ambiente eclético, com releituras do clássico e do contemporâneo. Um elemento de destaque no ambiente é a lareira ecológica que usa biodiesel para combustão, uma variação do etanol com propriedades da cana-de-açúcar.

A mistura de estilos também pode ser conferida no lounge de 70 m² que Ana Maria Vieira Santos criou para atender faixas etárias e personalidades diversas. De acordo com a profissional, o espaço pode servir para tomar um drinque, ler, estudar ou dormir, já que o conforto é garantido por chaises, poltronas e cadeiras estofadas.

Toque retrô

Na sala de jantar contemporânea, criada por Consuelo Jorge, um certo ar nostálgico vem à tona, por meio de tecidos que fazem referência aos anos 1950.

Já na suíte da dupla Ana Lucia Salama e Gerson Dutra, o clima surge no papel de parede dourado e nas grandes luminárias com pequenas lâmpadas.

Patrícia Anastassiadis também apostou na tendência – destaque no Salão do Móvel de Milão, realizado ente 14 e 19 de abril, na Itália – trazendo abajures de murano para sua suíte.

Serviço

19ª Mostra Artefacto
A partir de 3 de maio
Endereço: Rua Haddock Lobo, 1.405, Jardins - São Paulo (SP)
Tel: (11) 3087-7000
Entrada franca

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.