11 dicas para fazer um bom projeto luminotécnico nos diferentes ambientes da casa

Uma luminária estratégicamente instalada no canto da sala pode mudar o clima do ambiente
Divulgação
Uma luminária estratégicamente instalada no canto da sala pode mudar o clima do ambiente
A iluminação certa dá vida, realça, dá um toque sofisticado e cria diferentes climas nos ambientes da casa. Definir as necessidades e desejos de iluminação de cada canto é o primeiro passo para decidir como criar um bom projeto luminotécnico.

Em seguida, é importante conhecer os diferentes tipos de lâmpadas , seus efeitos e aplicações, assim como as inúmeras opções de meios: das luminárias embutidas, pendentes, de chão e de teto, às arandelas, balizadores, fitas, mangueiras, espetos e postes.

VEJA NA GALERIA DE FOTOS ALGUMAS POSSIBILIDADES NA PRÁTICA

Confira outras dicas para acertar no projeto:

1- Cuidado com o exagero. Lâmpadas muito fortes ou em excesso podem tornar o ambiente frio e impessoal. A iluminação certa deve valorizar o ambiente e trazer conforto visual.

2- Combinar mais de um tipo de fonte de luz no ambiente é sempre uma boa pedida.

3- Tente estabelecer uma harmonia entre as questões funcional e estética da luz.

4- Áreas de trabalho intenso como bancadas de estudos ou da cozinha precisam ser bem iluminadas. O ideal é instalar pontos de luz difusos, com luminárias de, no mínimo, 60W.

5- Spots instalados estrategicamente ajudam a valorizar um canto ou detalhes do ambiente como uma obra de arte ou um objeto de decoração.

6- Quebre a dureza de um ambiente com luz centralizada com um abajur ou luminária de chão com lâmpada de diferente intensidade

7- Invista em lâmpadas LED. Apesar do alto custo inicial, ele será recompensado à longo prazo, pois elas duram muito mais, não esquentam ambiente e são mais ecológicas.

8- Economize na conta de luz trocando as lâmpadas das áreas de serviço , cozinha e escritório por fluorescentes ou econômicas.

9- No jardim, aposte em lâmpadas coloridas – amarela, âmbar e verde – para ressaltar a coloração das plantas e detalhes de madeira.

10- Se for colocar luz dentro da piscina, recorra a uma empresa especializada para que a instalação seja segura e não ocorram problemas futuros.

11- Invista em um bom projeto de luminotécnica, mas não se esqueça de valorizar também a entrada de luz natural.

Siga o iG Delas pelo Twitter e assine nossa newsletter para ficar por dentro das novidades.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.