Em novas versões, o típico colchão oriental ganha novos espaços pela casa

Se há alguns anos os futons eram praticamente desconhecidos, hoje estão em alta e aparecem em todos os cantos da casa em diferentes variedades.

“O futon é uma peça-chave que pode ser remanejada para qualquer lugar. Além disso, por ser confortável e charmosa garante um toque especial aos ambientes”, afirma arquiteta Maithiá Guedes.

Conheça os tipos de futon

Prova de sua versatilidade pode ser vista na Casa Cor, a maior mostra de decoração da América Latina. No espaço criado por Maithiá, por exemplo, o futon serve de estofamento para os bancos de madeira . Na suíte em homenagem ao artista plástico Gustavo Rosa, as arquitetas Andrea Teixeira e Fernanda Negrelli eles aparecem no chão, em frente a lareira e sobre um banco atrás da cama.

As arquitetas Andrea Teixeira e Fernanda Negrelli utilizaram o futon no chão, em frente a lareira
Divulgação
As arquitetas Andrea Teixeira e Fernanda Negrelli utilizaram o futon no chão, em frente a lareira


Já as arquitetas Éllen Cavalcante e Paula Ferraz, responsáveis pelo Quarto da Menina Estudiosa, da Casa Kids, colocaram um futon para leitura embutido no painel de ripas, folheado em madeira.

As arquitetas Éllen Cavalcante e Paula Ferraz colocaram um futon para leitura embutido no painel
Divulgação
As arquitetas Éllen Cavalcante e Paula Ferraz colocaram um futon para leitura embutido no painel

História e evolução

Criado há cerca de três mil anos na China e no Japão, para fazer as vezes de cama, chegou ao Brasil junto com os imigrantes. De lá para cá, ganhou novas utilidades, revestimentos e espessuras.
“Em seus primórdios, o futon era apenas um colchão feito com fibras de algodão e encapado com material 100% algodão, cuja espessura não ultrapassava cinco centímetros”, explica Carolina. Hoje, além de mais grosso – chega a medir até 18 cm de espessura –, o futon pode ser fabricado em diferentes materiais, como látex, manta acrílica, espuma e fibras naturais, e revestido com seda ou tecidos impermeáveis.

Foi nos anos 70 que o designer de móveis William Brouwer criou o primeiro sofá-cama de futon. “Foi a partir daí que a peça começou a ser utilizada como um objeto de decoração, complementando poltronas e cadeiras, ou mesmo no chão”, explica André Miraldi, designer de produto da Futon Brasil.

 E se não bastasse, o produto ganhou novas versões que, para facilitar na hora da escolha, foram divididos nas classificações: shikibuton, kakibushi, kakebuton e futon turco. Além das almofadas zakubuton e zafu.



Veja outras notícias de decoração no twitter do Delas



Serviço:

Futon Company
Rua Mateus Grou, 370
Tel:(11)3083.6212

Futon&Home
Rua Haddock Lobo, 1025 – São Paulo (SP)
Tel: (11) 3081-1210

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.