Mostra no museu Triennale faz retrospectivas das principais peças e designers iltalianos

Divulgação
Uma das peças em destaque foi o mosaico dourados criado por Alessandro Mendini
Visitar o museu Triennale durante ou após a semana de design em Milão é atividade praticamente obrigatória. Neste ano, o passeio ganhou importância ainda maior para quem quer viajar – aprender e relembrar – pelos principais momentos e nomes do design italiano .

A mostra Dream Factories, que fica em exibição até o fim de fevereiro de 2012, contextualiza a importância do desenvolvimento desta área dentro da história do país no pós-segunda Grande Guerra, apresenta os principais empresários que investiram nesse segmento e os designers que marcaram os últimos 50 anos – data que, não por acaso, coincide com a criação do Salão Internacional do Móvel .

São mais de 100 peças-ícones que podem ser tocadas e testadas – iniciativa inédita no museu – intercaladas com totens e depoimentos em vídeo de personagens marcantes como os fundadores de marcas como Kartell, Moroso e Edra, que ajudaram a transformar os móveis italianos em referências mundiais.

O curador, Alberto Alessi, ainda se preocupou em ser didático e responder a perguntas fundamentais sobre o que faz o trabalho realizado no país se diferenciar. Em balões de diálogo espalhados pelas paredes do museu são explicadas as bases que caracterizam o design italiano e suas obsessões, o trabalho em série e as edições limitadas - mais artesanais e artísticas - o cuidado e a busca constante por novas técnicas e materiais, e a preocupação em sempre ter um olhar poético sobre a criação.
Sem dúvida uma grande oportunidade de conhecer a história do design italiano sob um novo ponto de vista.

De olho no futuro
O passeio ainda pode terminar com um toque de futuro para quem estiver disposto a se embrenhar pelas demais salas do museu, onde jovens designers e empresas apresentam pequenas mostras do que está sendo produzido hoje. Destaque para a exposição Interware, Transversal Design – Haute Couture Design Architecture, resultado do trabalho designer Maurizio Galante e do analista de tendências Tal Lancman, que apresenta novos produtos – alguns prestes a serem comercializados - nascidos da conjunção de referências de moda, arte, arquitetura e natureza.



O trabalho artístico feito a partir de cerâmicas e louças de banheiro também merece atenção, especialmente o totem com inspiração indiana criado por Terri Pecora e Nuala Goodman, as peças em mosaico dourado assinadas por Alessandro Mendini e o painel em relevo feito por Patricia Urquiola. Há ainda uma retrospectiva da carreira do designer egípcio Karim Hashid, que apresenta peças pouco conhecidas pelo grande público.

Finalizar a visita com a delicadeza das peças criadas pelo coletivo taiwanês Yii ajudará a ver como ideias simples – e muitas vezes desenvolvidas com materiais sustentáveis – podem ter grande impacto visual. Destaque para o porta-incensos e a poltrona feita com bolas tramadas com fitas de bambu.


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.