Abuse de recursos decorativos relacionados ao estilo de vida do jovem e invista em móveis práticos e funcionais

Adolescentes costumam usar o quarto como um verdadeiro refúgio . E é por isso que tal ambiente precisa de uma decoração compatível com a sua personalidade. Mas esqueça das fórmulas temáticas. O espaço deve contar com elementos diversos que ressaltem o gosto e o estilo de vida do adolescente – objetos relacionados à música, por exemplo, podem ser um caminho. “A decoração será um retrato de sua rotina. É fundamental haver um lugar para estudar , ouvir música e receber os amigos”, afirma Elaine Gonzalez, arquiteta do UMM Arquitetura. “Além disso, incluir itens práticos e funcionais no mobiliário é uma boa ideia. Pufes, futons, prateleiras, nichos , bicamas, baús, almofadas e sofás funcionam muito bem.”

Leia mais: Quarto: 16 erros para evitar no projeto

Outra proposta é inserir peças multiuso no mobiliário . Camas que viram mesas ou bancos com espaço interno são boas alternativas para os jovens guardarem materiais e objetos. Mas lembre-se de valorizar a presença de áreas vazias, pois o excesso de itens decorativos pode comprometer a circulação e diminuir o tamanho do quarto.

Mais: Acerte na escolha das cortinas

A praticidade também beneficiada com o uso de tecidos e revestimentos laváveis e de fácil manutenção – invista em móveis com fórmica, tinta lavável nas paredes, capas nos estofados e laminados ou vinílicos nos pisos. “O foco é a praticidade. Tecidos de baixa resistência (a seda e o voil, por exemplo) devem ser evitados neste tipo de decoração”, diz Luciana Penna, designer de interiores do escritório Messa Penna.

Móveis multiuso são peças-chave no quesito praticidade. Invista na ideia
Divulgação
Móveis multiuso são peças-chave no quesito praticidade. Invista na ideia

A escolha das cores é mais um aspecto a ser considerado ao decorar o quarto de um adolescente. A estética jovial pode (e deve) estar presente, mas é fundamental garantir tranquilidade no espaço. A saída é apostar em uma base neutra (com tonalidades de cinza, branco e preto) e pontuar o colorido nos objetos decorativos. Itens como mesa lateral, poltrona e criado-mudo também permitem a ousadia de tons mais fortes , já que são trocados com facilidade do que um sofá, por exemplo. E se quiser algo mais alegre, use grafites, adesivos, painéis e quadros em apenas uma parede do ambiente. Mas evite misturar tudo e deixar o visual poluído.

O quarto pode ainda receber fotos em quadros ou grandes painéis. É mais indicado usar imagens conectadas ao mundo do adolescente, sempre com a preocupação de não serem muito chamativas e perturbarem o sono do morador. Outra questão a ser pensada é a iluminação . Aposte no uso de dimmers para regular os pontos de luz e trazer cenários ao ambiente. Invista também em luzes indiretas, luminárias de mesa e spots. “Pense que o quarto ficará fechado a maior parte do tempo e os jovens reunirão amigos no local. Isso exigirá uma boa ventilação e um excelente projeto de iluminação”, diz Ana Rozenblit, arquiteta.

Saiba mais:

Loft com ares de mansão tem ambientes amplos, sauna e banheira na varanda

Móveis de área externa: cinco mandamentos para acertar na compra

Monte uma brinquedoteca em casa


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.