Garantir um espaço para a brincadeira das crianças é a melhor saída contra a bagunça. Entenda como arrumar

Ter um cantinho pronto para receber a bagunça das crianças é a alternativa mais eficiente na hora de combater a desordem no restante da casa. Uma brinquedoteca bem montada ajuda a entreter e estimular o desenvolvimento dos pequenos. Mas, para isso, é necessário planejar com cuidado o espaço de modo a evitar acidentes . Substitua móveis pontiagudos por arredondados, pisos escorregadios por carpetes ou tapetes de EVA e objetos de decoração que quebrem (ou virem) facilmente por outros de madeira ou plástico. Lembre-se ainda de afastar das janelas móveis que possam ser escalados e investir em protetores de quinas, janelas e tomadas, aumentando a segurança.

Leia também: Conheça os maiores erros no projeto do quarto do bebê

O projeto da brinquedoteca deve incluir também lugares específicos para os pequenos guardarem os brinquedos. Uma alternativa é espalhar caixas (devidamente etiquetadas com o nome dos itens que abrigará), baús e cestos pelo quarto . “Outra tática bastante funcional é apostar em móveis com gavetões, além de nichos e prateleiras. Mas lembre-se de deixar tudo em alturas acessíveis à criança, incentivando-a na tarefa de manter o ambiente arrumado”, afirma Alessandra Braggion, arquiteta.

O espaço das brincadeiras também pode contar com lousas (existem tintas que simulam tal efeito), painéis e rolos de papel, o que estimula a criatividade dos pequenos. Materiais usados para desenhar devem ficar sempre à mão – guarde em bancadas, armários abertos ou crie um grande painel na parede. “É muito importante trazer praticidade ao ambiente. As crianças não gostam de nada compacto ou escondido. Por isso, prepare-se para ter potes de lápis e papéis na mesa ou pendurados nos painéis”, afirma Márcia Paixão, arquiteta.

A famosa brinquedoteca entretém os pequenos e melhora seu desenvolvimento
Thinkstock Photos
A famosa brinquedoteca entretém os pequenos e melhora seu desenvolvimento

Outros cuidados ainda precisam ser tomados na decoração da brinquedoteca . É fundamental acabar com espaços que possam prender os membros da criança e ter pisos que não causem escorregões. Esqueça modelos muito lisos (porcelanatos e mármores, por exemplo) ou de superfície áspera. Opções como vinílicos, PVC e laminados funcionam bem e exigem pouca manutenção. O uso de tapetes é mais uma alternativa para aumentar a segurança do espaço. Use modelos antialérgicos, separados, e evite o acúmulo de poeira tão comum nos carpetes.

Investir em cores claras nas paredes é um método para conseguir leveza no local, evitando uma decoração enjoativa. E aposte no uso tintas laváveis. “O problema do papel de parede é que os pequenos rasgam e rabiscam em cima. É melhor não usar”, afirma Marta Calazans, arquiteta. Além disso, o projeto de iluminação deve ser bem planejado. Nada de abajures, pois as crianças podem derrubar, e luzes diretas. As especialistas indicam spots, lâmpadas LED (que não esquentam) e muitas janelas (com telas de proteção) e cortinas leves para garantir a entrada de luz natural.


Saiba mais:

Qual a quantidade ideal de brinquedos para o meu filho?

Quarto de irmãos: saiba como decorar

Nichos ajudam a economizar espaço e organizar a bagunça da casa


    Leia tudo sobre: casa
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.