O ambiente dividido por duas ou mais crianças deve contar com bom senso na decoração e cores neutras em paredes e móveis

Fazer a decoração de quartos utilizados por duas ou mais crianças é algo que exige bom senso e noção de equilíbrio. Isso significa evitar excessos e não caracterizar o ambiente a ponto de fugir do gosto de uma delas. A melhor saída é investir em decorações neutras nas paredes e no mobiliário, usando itens como almofadas, adesivos e objetos pessoais no momento de personalizar cantos específicos. “Mesmo os pequenos sendo de idades, ou até mesmo sexos diferentes, é fundamental apostar em peças unissex que não desagradem nenhum dos lados”, afirma Agnes Manso, arquiteta do Studio SM2.

Leia também: 70 ideias para decorar quartos infantis

Ainda assim, ressaltar particularidades de cada criança, ainda que em ambientes neutros, deve ser uma preocupação. Gostos e preferências podem ser identificados a partir de simples questionamentos ou até mesmo de desenhos. “Os gostos dos irmãos conseguem ser expressos no uso de quadros, pôsteres e adesivos que os representem”, diz Marcelo Rosset, arquiteto. E lembre-se também de tomar cuidado para não atulhar o ambiente. A escolha de cores é mais um aspecto importante na decoração. Especialistas garantem que o melhor é investir no colorido das tonalidades neutras – sendo verde, amarelo, branco, cinza e bege as mais adequadas.

Outra forma de decorar quartos mistos é criar propostas divididas (um modelo interessante quando meninas e meninos compartilham o espaço) e delimitar as áreas usando estilos e cores diferentes . “Revelar a individualidade deles é sempre importante, seja na decoração ou no vestuário. O grande benefício é o aumento da autoestima”, diz Adriana Coelho, designer de interiores da Hits Ambientes. Para manter a harmonia do local, use móveis que sirvam de apoio para ambas as crianças – bancadas de estudos, estantes, lousas e armários são exemplos de itens que trazem conexão. O uso de escrivaninhas com gavetas personalizadas também é uma alternativa no caso de espaços mistos.

Outra questão importante no quarto infantil é a iluminação. O ambiente de descanso pede tranquilidade e aconchego, por isso, o indicado é investir em luzes indiretas e instalar interruptores com dimmers. A regulagem das lâmpadas permite criar cenários e circuitos específicos para áreas de estudos e brincadeiras. “O local precisa de claridade, entretanto, a luz não deve ofuscar a vista ou dificultar o sono das crianças”, afirma Beto Tozi, arquiteto.


Saiba mais:

10 erros para evitar na limpeza da casa

Personalize luminárias e garrafas com filtros de papel usados

Da madeira bruta à arte em mobiliário: conheça o trabalho de Juliana Llussá


    Leia tudo sobre: casa
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.