Retrospectiva do trabalho do designer brasileiro ressalta sua versatilidade e os traços que têm conquistado a Europa

Uma retrospectiva do trabalho do designer Zanini de Zanine chega na sexta-feira (1º de fevereiro) à cidade de São Paulo. A exposição “Zanini – 10 anos”, montada na Casa Electrolux, ressalta a importância do consagrado artista brasileiro e oferece ao público 12 peças em diferentes materiais e propostas. O destaque da mostra será a poltrona Trez, produzida pela italiana Capelline, que será lançada em abril, durante o Salão do Móvel de Milão. Com apenas três pés, a peça é uma proposta ambiciosa que lembra o trabalho de Amilcar de Castro e Joaquim Tenreiro.

Leia também: Elementos da natureza e biologia inspiram objetos de decoração em Paris

Veja abaixo uma seleção de produtos criados pelo designer Zanine que podem ser conferidos na mostra paulistana:

A exposição contará com itens em madeira, metal, plástico, resíduo florestal e materiais reciclados, caso da poltrona Moeda, feita com chapas de moedas de dez centavos usadas pela Casa da Moeda. Também estarão presentes móveis lúdicos, como o cavalinho de balanço Gioco, feito em metacrilato, e a série Inflated Wood, cujas peças em jacarandá e ipê foram produzidas pela italiana Capellini . “Queria uma estética diferenciada para estes móveis. Busquei fugir da sensação pesada que a madeira geralmente transmite e, para isso, usei um design que remete à ideia de algo inflável, leve”, afirma Zanine.

Em março, a exposição realizada na capital paulista – que já passou pelo Rio de Janeiro - chegará ao Museu Oscar Niemeyer, em Curitiba, com mais cinco peças da obra do artista.

O designer carioca, filho do reconhecido arquiteto José Zanine Caldas, já ganhou mais de 15 prêmios e participou de bienais por todo o mundo. A curadoria da “Zanini – 10 anos” foi resultado de uma parceria entre Sergio Zobaran, responsável pela Mostra Black 2012, e o artista plástico Walton Hoffmann, que assina uma obra em conjunto com o designer.

Quer conhecer melhor o universo criativo de Zanine? Confira abaixo a entrevista que fizemos com o artista.

iG: O que o inspirou na criação da poltrona Trez?
Zanini de Zanine: A Trez surgiu da cultura brasileira. O desenho foi inspirado no trabalho de dois artistas que aprecio muito: Amilcar de Castro, artista conhecido pelas belas esculturas em metal, e Joaquim Tenreiro, grande nome do mobiliário brasileiro e autor da cadeira de três pés.

iG: Quanto tempo demorou para finalizar o móvel?
Zanine: O desenvolvimento do projeto levou em torno de seis meses até chegar a conclusão. Nossa maior dificuldade foi encontrar um fornecedor que realizasse os testes necessários. Fizemos um protótipo em aço carbono, porém, a versão final será produzida em alumínio.

iG: A madeira é um material muito presente em seu trabalho. Qual é o segredo para criar com ela?
Zanine: Acredito que devemos respeitá-la sempre. Do início ao fim do processo, da origem ao último acabamento.

iG: O que ainda não testou, mas tem vontade?
Zanine: Gostaria de trabalhar com vidro e cobre.

iG: Como sente a recepção internacional do design brasileiro?
Zanine: Hoje, uma grande porta está aberta. Como viajo muito para expor obras, percebo que a vontade do mercado estrangeiro em nos conhecer está cada vez maior.

iG: O que falta quando o assunto é design de produto no Brasil?
Zanine : Não há muitas opções de fornecedores e produtores voltados a esta área. Se houvesse, o trabalho realizado pelos designers evoluiria mais rápido.

iG: Como identificar um bom projeto de design?
Zanine: Acredito ser aquele que une em uma mesma peça identidade, proporção e equilíbrio .

iG: Além da Trez, planeja mais lançamentos neste ano?
Zanine: Teremos novidades importantes em Milão por meio de parcerias com as fábricas Cappellini, Slamp e Discipline. Na feira de Milão apresentarei luminárias, poltronas e cabideiros, usando materiais como polipropileno (um tipo de plástico) e madeira. E já estamos organizando uma exposição de peças inéditas em Nova Iorque. A Firma Casa também mostrará uma nova série de móveis em aço Corten logo mais.

iG: Como valorizar a identidade de um objeto e ainda ressaltar a cultura brasileira?
Zanine: Busco guiar-me pela sutileza e, sem cair na obviedade, tento sempre deixar o móvel com um detalhe, uma informação que só encontro na minha cidade, no meu País. A série Inflated Wood, por exemplo, é toda feita com ipê e jacarandá (madeiras típicas de nossa terra) de demolição.

iG: Como seu trabalho é visto internacionalmente?
Zanine: Tenho muito foco e procuro ser íntegro em meu design, o que acredito ser um diferencial no mercado. A repercussão tem sido boa e as marcas têm mostrado confiança no potencial brasileiro.

Serviço:
“Zanini – 10 anos”
Data: 01 a 28 de fevereiro
Endereço: Rua Colômbia, 157 – Jardim Europa, São Paulo ( Casa Electrolux )
Horário: segunda a sexta, das 10h às 19h; sábado, das 10h às 17h e domingo, das 11h às 15h
Entrada franca


Saiba mais:

Piso de madeira: trocar ou restaurar?

Deixe as paredes em terceira dimensão

Produtos com estampas e formas inusitadas trazem diversão à casa



Siga o iG Delas pelo Twitter e assine nossa newsletter para ficar por dentro das novidades. 


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.