Estilo rústico é versátil, dispensa acabamento e ainda oferece vantagens econômicas

Os móveis de concreto foram tendência na década de 80 e agora retornam aos ambientes como peças-chave em decorações modernas. O estilo rústico encanta por sua praticidade, beleza e vantagem econômica, já que necessita de baixo investimento durante a fabricação e tem custo inserido na obra. A versatilidade do concreto também é motivo de destaque. O material dispensa acabamento e consegue substituir tradicionais móveis como mesas, bancadas e sofás.

Veja a galeria de fotos com 22 ambientes decorados com móveis de concreto:

Antes de comprar areia e cimento, entretanto, é indicado fazer uma análise do tamanho e da característica do ambiente que receberá tais peças. O rústico se adapta melhor em grandes espaços (pois os móveis não são alterados com frequência) e decorações descoladas. Decisão tomada, é hora de começar a quebradeira. “Produza o mobiliário durante a reforma – minimizando os impactos do quebra-quebra – e negocie o valor final no orçamento do pedreiro”, diz Guilherme Torres, arquiteto.

Leia também:  O charme do concreto aparente

A beleza do móvel de concreto é alcançada quando há proporções claras , estruturas firmes (principalmente no modelo que conta com aço na fórmula, além de areia, pedra e cimento) e um acabamento de qualidade. Por isso, busque um profissional qualificado e não tenha pressa no resultado, já que o material demora cerca de 20 dias para ficar pronto. A falta de acabamento vai acelerar a finalização da peça e criar um estilo ousado no ambiente, além de estabelecer um bonito contraste de cores.

O rústico tem buscado seu lugar na atualidade por meio de decorações com tijolos aparentes e acabamentos em cimento queimado. O trunfo decorativo não fica, no entanto, restrito a áreas externas. “Por serem resistentes, os móveis de concreto, por exemplo, fazem sucesso em espaços abertos. Mas também podem integrar salas e livings com pufes e sofás”, afirma Gustavo Calazans, arquiteto.

Origem e cuidados

A estética rústica começou a integrar decorações, a partir dos anos 50, por influência da chamada “arquitetura brutalista”. Um dos objetivos desse movimento era expor a real forma de edificações, mostrando vigas, pilares e estruturas em concreto armado. “ O estilo entrou na moda e se consolidou nos anos 80. Apesar disso, a desvantagem do peso contribuiu para sair de cena”, diz Fernando Forte, arquiteto da FGMF Arquitetos.

A volta dos móveis de concreto, ainda que algo pontual na casa dos moderninhos, retoma a necessidade de cuidados especiais. A principal forma de conseguir vida longa ao mobiliário rústico é impermeabilizá-lo, evitando o aparecimento de manchas. Use um verniz adequado e passe cera na hora de polir. “Além disso, a limpeza diária deve ser feita com sabão neutro e pano úmido. Evite o uso de detergente porque corroi o material”, lembra Forte.


Saiba mais:

Problemas com a reforma? Mande suas fotos pra gente

Já ouviu falar em boiserie? Conheça o revestimento e leve elegância às paredes

Adesivos personalizam a decoração da casa. Saiba como usar


Siga o iG Delas pelo Twitter e assine nossa newsletter para ficar por dentro das novidades.


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.