Veja como delimitar as áreas da casa e ainda ganhar praticidade na decoração

Quando a ideia é integrar espaços, as paredes são as primeiras a desaparecer dos ambientes da casa. Alguns locais, entretanto, acabam exigindo alguma privacidade e, é neste momento, que as divisórias surgem como um trunfo na decoração. Tais elementos não ocupam muito espaço – já que sua espessura é reduzida – e conseguem delimitar com facilidade diferentes áreas.

Leia também:  Como nasce um tapete

Confira 26 maneiras de delimitar os ambientes da sua casa:

Madeira, concreto, ferro, aço e alumínio (além de outros materiais metálicos) são opções bastante usadas na hora de escolher a divisória ideal. “ Decorações clássicas pedem desde elementos revestidos em couro ou tecido até painéis de madeira”, afirma Tatiana Simão, professora de design de interiores do Centro Universitário Belas Artes de São Paulo. “Para estilos modernos, uma opção é o vidro (de oito a 10 centímetros de espessura) que tem resistência e um visual interessante”, diz.

No caso de ambientes privativos a melhor opção é a divisória vazada. “Elas dividem sem isolar por completo, trazem leveza na medida certa e ainda oferecem privacidade em locais como closets e escritórios”, afirma Tatiana. Áreas externas também podem receber divisórias, mas o ideal é evitar materiais de baixa resistência como papelão e gesso acartonado. Ainda na ideia de não perder espaço, dá para usar móveis (poltronas e pufes) e até mesmo pisos com acabamentos diferentes para delimitar as áreas.


Saiba mais:

Design volta ao minimalismo zen graças à crise econômica

Adesivos personalizam a decoração da casa. Saiba como usar

Quanto custa uma reforma


Siga o iG Delas pelo Twitter e assine nossa newsletter para ficar por dentro das novidades.


    Leia tudo sobre: casa
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.