De madeira, gesso e até isopor, a técnica francesa garante beleza e classe aos ambientes

Uma forma de emoldurar a parede. Assim pode ser definido a boiserie, revestimento francês típico do século 18 que enche as paredes de charme e estilo com painéis de madeira adornados por molduras em série. Mas se o nome remete à carpintaria, ao longo do tempo a técnica sofreu transformações para se tornar mais acessível. Assim, pode ser feita, hoje, em cimento, gesso e até isopor.

Veja abaixo uma galeria de fotos com 12 ambientes que aproveitam a boiserie para criar uma estética refinada:

Durante a popularização do revestimento, a chamada “falsa-boiserie” entrou em cena e deslocou a madeira para o fundo do painel ou simplesmente a eliminou do processo, abrindo espaço para alternativas com outros materiais. E, ao contrário do que se possa imaginar, o uso dessas soluções nas molduras não prejudicou o impacto do efeito – principalmente quando a pintura era o objetivo final.

Leia também:  Quanto custa uma reforma

Ao investir em boiseries de molduras baratas como gesso e isopor, entretanto, a preocupação inicial deve ser torná-las resistentes aos impactos. Uma saída possível é aplicar tinta acrílica sobre as peças, o que confere mais durabilidade ao modelo . “A vantagem econômica de se usar materiais alternativos é muito grande, já que cobrir toda a parede com madeira sai muito caro”, afirma Glaucus Cianciardi, professor de designer de interiores do Centro Universitário Belas Artes de São Paulo.

Efeito carregado

Quem decide usar boiseries nos ambientes não pode confundir seu efeito com o de rodameios – que dividem a parede em duas partes por meio de uma moldura horizontal – ou o de “lambris”, réguas de madeira coladas ou fixadas na parede. Além disso, ao escolher o revestimento francês, alguns cuidados precisam ser tomados.

Diferente do modelo consagrado na Europa nos tempos do Rococó (movimento artístico nascido na França, no século 18, que investia em peças rebuscadas e com muitos frisos), a saída atual mais interessante para não sobrecarregar a decoração é apostar em boiseries com design simples. “Outra dica para manter a harmonia nos ambientes, é seguir o estilo empregado no rodapé. Sempre funciona”, diz Lisandro Piloni, arquiteto.

Os cuidados ao aplicar o modelo francês também devem estar voltados para a altura do pé direito do imóvel . Quanto mais alto as placas e molduras forem instaladas, mais pesado será o resultado na decoração. “Quando for instalar, divida a parede em quadros e coloque o revestimento até 85 cm do chão”, diz o arquiteto. “Além disso, saiba que o efeito naturalmente irá reduzir o pé direito, já que divide os espaços”, afirma.

Saiba mais:

Vai presentear com flor? Escolha a espécie ideal para cada situação

Móveis multiuso ajudam a ganhar espaço dentro de casa

Saiba como improvisar na decoração


Siga o iG Delas pelo Twitter e assine nossa newsletter para ficar por dentro das novidades.


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.