Coleta seletiva e cisternas s?o algumas das soluc?es de moradores para preservar os recursos naturais e ainda economizar nas contas coletivas

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=delas%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237508166189&_c_=MiGComponente_C

Separar plasticos, papeis, latinhas de aluminio e vidros ja e uma atividade comum para muitos moradores de grandes conjuntos habitacionais e de condominios residenciais. A preocupac?o com o meio ambiente n?o e o unico proposito que move moradores a fazer a coleta seletiva de lixo ou colocar cisternas na area externa para captar a agua da chuva. E o valor do desconto da taxa condominial que faz com que muitos participem.

O Conjunto Residencial Jardim das Flores, no bairro de Pirituba, S?o Paulo, descobriu isso ha tres anos. No comeco, as pessoas n?o colaboraram muito. Mas agora, que perceberam o valor de desconto de 5%, todos passaram a contribuir separando os materiais, comenta o sindico Antonio Moura da Silva.

Economia que nem todos notaram ainda. De acordo com dados do Sindicado da Habitac?o de S?o Paulo, Secovi-SP, apenas 10% de um total de 27 mil condominios residenciais e comerciais da cidade realizam a coleta seletiva. E a resposta para esta baixa ades?o pode estar na falta de informac?o e de conscientizac?o. Lixo em lix?es contamina aguas de rios e mananciais e alimenta pragas urbanas como ratos e baratas.

Comece agora

Implantar um sistema de coleta seletiva em seu condominio n?o e t?o complicado quanto parece. Primeiro deve ser acordado o procedimento. Datas de coleta, definir o que deve ser coletado pela prefeitura ou pelas cooperativas. Depois, precisa ter um local especifico no condominio para a armazenagem do lixo organico e do material a ser reciclado, explica Raquel Tomasini, gerente de produto na Lello Condominios.

Por ultimo, o conselho e ter um programa constante de conscientizac?o e educac?o para os moradores. Comunicac?o continua e avisos nos murais, elevadores e outras areas do predio fazem com que o projeto de reciclagem n?o caia no esquecimento, acrescenta.

A prefeitura e o Alo Limpeza informam por telefone os dias da coleta seletiva na rua do condominio e qual a concessionaria ou cooperativa responsavel pelo servico no bairro. Na concessionaria, voce pode solicitar a instalac?o de um conteiner ou posto de entrega voluntaria para ser colocado no edificio. Caso ache necessario, agende com o Departamento de Limpeza Urbana uma palestra para uma maior conscientizac?o dos moradores.

Existem ainda outras formas de contribuir com o meio ambiente, como o uso racional de agua, de energia eletrica, a reciclagem de oleo e os programas de acessibilidade para receber deficientes fisicos, complementa Raquel Tomasini.

Materiais reciclaveis:

- Plasticos: garrafas, potes, canos, brinquedos, sacos, isopor, embalagens.

- Vidros: garrafas, conservas, frascos.

- Papeis: revistas, jornais, panfletos, papel?o, embalagens e brinquedos.

- Aluminios e metais: latas, molduras e esquadrias, molas.

- Pilhas e baterias: precisam ser encaminhadas para os fabricantes.

N?o serve:

Loucas de pirex, ceramicas, acrilico, lampadas, papeis metalizados ou plastificados (como embalagens de biscoito), papel higienico, papel molhado ou com gordura, fotografias antigas, espelho.


Leia mais sobre: coleta seletiva


Contato:
Limpurb ? Departamento de Limpeza Urbana: 156 ou
www.limpurb.sp.gov.br
Alo Limpeza ? Tel: (11) 3397-1723 ou 3229-3666

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.