Renovar o lar apos uma separac?o amorosa pode ser o ponto de partida para uma nova vida

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=delas%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237508126544&_c_=MiGComponente_C

O turbilh?o causado por um divorcio passa, n?o so pelo corac?o, mas tambem pela vida cotidiana das pessoas. De repente, aquele segundo criado-mudo n?o tem serventia, a sala fica maior e cada canto do antigo lar passa a mostrar lembrancas nem sempre muito felizes.

Renovar o ambiente em que se vive, nesse momento, e uma grande ajuda para recomecar a vida. Quem passou por isso conta como se sentiu ? e como fez para renovar a casa e reconstruir a rotina ao mesmo tempo.

Jefferson Horta, engenheiro de 29 anos, subverteu a regra. Casados ha seis anos, ele e a esposa decidiram se separar quando a falta de tempo para a relac?o comecou a causar brigas. Mas quem ficou com o apartamento de 112 m? foi ele. Ela quis pedir transferencia do emprego e ir morar no Rio de Janeiro, perto da familia dela. Decidi ficar no mesmo apartamento, mas fazer uma reforma drastica, conta ele.

Antes, ele acredita, a casa era bem careta. Como tudo tinha que ser acertado entre duas pessoas, acabava ficando muito meio termo. Agora que tive que decidir tudo sozinho, apostei em eliminar paredes e modernizar. A cozinha foi integrada com a sala, e dois dos tres quartos viraram um so, enorme, onde posso me espalhar com a TV, o DVD e o meu videogame, diverte-se.

Fazer mudancas em casa depois de uma separac?o n?o deve ser, por outro lado, algo de momento. A arquiteta Adriana Lins, de S?o Paulo, diz que primeiro e preciso repensar planos e, depois, desenhar as mudancas e definir precos, para so ent?o fazer tudo sair do papel. Ja aconteceu de eu ter que reformar uma sala na qual a mulher, por puro odio do ex-marido, saiu pintando tudo de roxo e arrancando o carpete que ele havia escolhido, conta ela. O melhor e checar as contas depois que tudo foi divido, pensar se sera uma boa ficar naquela casa e, depois, partir para uma renovac?o consciente, completa Adriana.

Por renovac?o consciente (e essencial), a arquiteta escala os seguintes itens: paredes, ch?o, mobilia, equipamentos. Pintar os comodos, trocar o assoalho, doar alguns moveis e adquirir outros mais do agrado e investir em aparelhos que facilitem a vida de um novo solteiro, como maquinas de lavar e secar ou equipamentos de entretenimento, s?o a pedida.

De cara nova

Foi bem isso que fez a publicitaria Fabiane Veiga. Apos um ano e meio de casamento, ela se viu separada do marido ? mas disposta a recomecar a rotina com alegria e determinac?o. O primeiro passo foi se livrar dos objetos de decorac?o que n?o faziam mais sentido ? principalmente os porta-retratos, que ganharam novas imagens com as viagens que ela fez alguns meses apos o divorcio.

Depois, mandou pintar as paredes do apartamento de 75 m?, rearranjou os moveis, se deu de presente uma TV novinha em folha. Tambem acrescentei detalhes que sempre foram do meu gosto, como novos adesivos decorativos de portas e paredes, conta ela.

O apartamento ganhou muito em charme com a solteirice da moradora. A mudanca deixou o ambiente mais feminino e de acordo com o espirito de renovac?o que a publicitaria de 33 anos escolheu para tocar a vida.

Mas o processo de curar o corac?o e o cotidiano demorou bem mais para a secretaria executiva Telma Miranda, 38 anos. Casada por 12 anos e com uma filha de 8, ela conta ter perdido o ch?o quando o marido saiu de casa ? e levou mais de dois anos para deixar a ficha cair. Entendi que precisava me tocar da nova rotina quando minha filha Clara disse m?e, voce gosta mesmo de verde? Ela se referia ao meu quarto, que tinha sido decorado conforme o gosto do pai. Eu odeio verde! Ela estava me dando a dica de que precisavamos mudar.

Telma chamou uma amiga arquiteta e decoradora e decidiu trocar n?o so as cores de todos os ambientes ? ate da lavandeira!, ela brinca ? mas tambem mudar cortinas, a mobilia da sala e todo o quarto de Clara, para que a menina sentisse que tudo estava ficando melhor afinal. Reformar a casa n?o apagou meu ex-marido da minha vida. Mas me deu um ponto de partida para mudar a minha propria vida, completa Telma.


Leia mais sobre: reforma

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.