Evite erros na construção de seu imóvel, ou transtornos de reformas inesperadas, desperdícios de material e prejuízos

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=delas%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237508106837&_c_=MiGComponente_C

Utilize os sistemas de impermeabilização corretos para o tipo de obra que está executando. Na dúvida, siga estas 10 dicas básicas e fundamentais para criar um bom projeto de impermeabilização e de acordo com as normas técnicas estabelecidas pela ABNT-Associação Brasileira de Normas Técnicas. 

Quais os impermeabilizantes mais indicados para construção e reforma?
Cada área requer um tipo de impermeabilização, de acordo com as suas características. Nunca use o mesmo material como remédio para todos os males. Também não acredite em milagres, e consulte um especialista. 

Porque impermeabilizante é um produto essencial para garantir a segurança, o futuro e o conforto de uma obra?
Porque a impermeabilização protegerá sua obra contra todo e qualquer tipo de umidade e infiltração.

Qual a norma técnica determinada pela ABNT? Por que é importante escolher impermeabilizantes que atendem às normas técnicas?
A NBR 9575: Impermeabilização ¿ Projeto e Seleção é uma norma que estabelece as exigências e recomendações relativas à seleção e projeto de impermeabilização, para que sejam atendidas as condições mínimas de proteção da estrutura em relação à proteção contra infiltração de água nas partes construtivas, além de preservar a saúde, segurança e conforto do usuário. 

O que acontece com a obra, se não for aplicado um impermeabilizante nas áreas de maior umidade ou sujeitas a infiltrações?
A água penetra em todos os locais, sem exceção. E sua presença gera umidade e problemas nos materiais usados na construção, causando sérios prejuízos aos usuários. Esses prejuízos podem ser estéticos, como manchas na pintura, revestimentos descascados, pisos soltos; financeiros, como a desvalorização do patrimônio; problemas de saúde ao usuário, provocados pelo mofo, bolor etc.; e até de segurança, como oxidação das estruturas de proteção, batentes de janelas e portas.

Há diferenças entre uma construção de residência, de escritório, indústria ou uma reforma. Em cada projeto, que impermeabilizante devo usar?
O tipo de edificação pode interferir no tipo de impermeabilização selecionada, principalmente no que se refere ao uso e às características específicas da estrutura do imóvel. Uma laje de estacionamento de um shopping center, ou uma laje de um edifício residencial exigem impermeabilização com mantas asfálticas. No entanto, a laje do shopping exige uma manta asfáltica com maior espessura e maior quantidade de camadas. Exige uma proteção ainda maior, porque sua manutenção é mais difícil, exige a paralisação da rotina do estabelecimento, seu tráfego é mais intenso e qualquer problema acarreta em altos prejuízos. Entretanto, todas as áreas merecem ser tratadas com a mesma responsabilidade e com a mesma qualidade de produtos e sistemas impermeabilizantes, independente de sua importância ou magnitude.

Como posso identificar um impermeabilizante de boa qualidade?
Primeiro esteja segura que o impermeabilizante escolhido atende os requisitos das normas técnicas da ABNT. Na dúvida, busque mais informações e referencias de obras já realizadas. Não confie somente na aparência da embalagem ou no fabricante, tenha sempre referencias de um especialista ou de quem já utilizou o produto.

O que devo observar na loja, quanto à exposição do produto, embalagem, informações do vendedor e preço?
Os produtos devem ser acondicionados em embalagens práticas, que facilitem a estocagem, transporte e manuseio. Devem conter todas as informações referentes à finalidade do produto, composição química, forma de aplicação, incluindo preparo da superfície, consumos ou rendimento e informações sobre segurança.

Em que situações o impermeabilizante é prioritário e deve ser usado, antes de concluir o acabamento?
O impermeabilizante sempre deverá ser aplicado antes do acabamento final, em todas as áreas que necessitam de proteção, salvo quando o sistema impermeabilizante for projetado para ficar exposto, constituindo o acabamento final. Como por exemplo as mantas autoprotegidas (ardosiada e aluminizada), os revestimentos epóxis, os impermeabilizantes acrílicos etc.

O que pode acontecer, em minha construção, se eu não usar o impermeabilizante correto?
Num primeiro momento, as infiltrações e a umidade causarão um sério desconforto com goteiras, manchas na pintura etc. Na evolução do processo, as infiltrações se alastram e passam a danificar tudo o que estiver em seu caminho, como a pintura, argamassa, revestimentos, móveis, entre tantos outros elementos usados na decoração e construção do imóvel. Nos casos mais críticos, a falta da impermeabilização pode até comprometer a segurança e a estabilidade das edificações.

Quais os problemas mais comuns, que um bom impermeabilizante é capaz de evitar?
Infiltrações, causadas pela atuação da água empossada em lajes; ou causadas pela água que cria pressão positiva, ou seja, aquela que permanece parada em tanques, reservatórios, caixas dágua, piscinas etc; umidade de solo que transmite esta umidade para muros, paredes e pisos em contato direto com a terra e os problemas causados pela água sob pressão negativa , aquela que cria infiltrações e inundações, provocadas pela presença de lençol freático. Na construção, os prejuízos serão sempre os mesmos: danos nas paredes, manchas na pintura, mofo, bolor, umidade, prejuízos entre os materiais de acabamento e móveis destruídos.


Fonte: Denver Impermeabilizantes

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.