Para chegar ao lar dos sonhos, a casa de uma família paulistana passou por uma reforma geral

A arquiteta Larissa Lieders sofria com a distância, pois morava longe do trabalho. Cansada da rotina atribulada, decidiu mudar de bairro e procurar outro apartamento na capital paulista para viver. A busca foi intensa, com direito a horas na internet para pesquisas e diversas visitas a imóveis que apareciam.

Muitos cliques depois, ela encontrou uma charmosa casa de vila. A profissional ficou encantada com a possibilidade de ter um lar tranquilo e com espaço de sobra para a sua pequena filha brincar.

A porta de correr na cozinha facilitou o acesso ao jardim e à edícula, onde fica o escritório
Flavio Moraes/Fotoarena
A porta de correr na cozinha facilitou o acesso ao jardim e à edícula, onde fica o escritório
Negócio fechado, ela ainda teve muito trabalho pela frente. Foram seis meses de uma reforma total para deixar a morada de 90 m² do jeito que a família sempre sonhou. “A casa era bem antiga, foi construída na década de 1960, e precisaria receber modificações. Tivemos de trocar a fiação e o encanamento , além de caprichar em todos os detalhes, pois viver em um ambiente agradável significa qualidade de vida”, diz.

Flavio Moraes/Fotoarena
A chapeleira foi substituída por um adesivo com ganchos
As intervenções foram realizadas para dar funcionalidade ao projeto. “Por ser antigo, os conceitos de conforto estavam um pouco desatualizados”, diz.

Uma das principais alterações foi substituir a janela da sala de jantar por uma porta de correr , que facilitou o acesso ao jardim e ao escritório. O modelo ainda permite a entrada de luz natural nos ambientes. 


Logo na entrada, é impossível não prestar atenção na chapeleira que foi desenvolvida pela arquiteta e recebeu o nome de Gaudino.

No lugar de um móvel convencional, ela optou por colar um adesivo na parede e instalar alguns ganchos para acomodar os objetos. “Dessa forma, economizamos espaço”, afirma. A iluminação embutida no forro de gesso rebaixado destaca todos os detalhes e as soluções criativas que compõem o ambiente.

Aliás, criatividade é o que não falta no projeto. Diversas alternativas desenvolvidas pela arquiteta fazem o espaço render.

Uma delas é a versatilidade que pode ser vista no quintal. Quando é preciso estender roupas, o varal retrátil entra em cena. Mas se a ideia é fazer uma refeição em família, ao ar livre, basta recolhê-lo. “Usamos o local como área de lazer”, conta.

O uso inteligente da marcenaria também ajudou a valorizar a metragem. “Na lavanderia , o varal, a tábua de passar e o cesto de roupas ficam escondidos. Assim, quando não estão em uso, garantem um visual organizado ao ambiente”, explica. No quarto da filha do casal há um armário embutido em frente a outro móvel existente. “Com isso, reduzi o número de portas sem perder a área de armazenamento”, comenta.
A bancada de granito vai de uma ponta a outra da cozinha e abriga fogão e máquina de lavar louças
Flavio Moraes/Fotoarena
A bancada de granito vai de uma ponta a outra da cozinha e abriga fogão e máquina de lavar louças

O ambiente mais gostoso da casa – a cozinha – era do tamanho ideal e recebeu apenas algumas modificações estratégicas. “Otimizei o espaço com uma bancada de granito que vai de uma ponta a outra e abriga fogão e máquina de lavar louças”, diz. Gavetas com grandes dimensões foram planejadas sob a pia para acomodar os utensílios. Na parte superior há alguns nichos abertos que, entre outras coisas, abriga o micro-ondas.

Por estar em uma vila, a arquiteta decidiu manter o desenho da fachada da casa para não destoar das outras construções. Apenas optou por pintá-la com uma tonalidade hortênsia, após seis amostras de cor . “Nos fundos, a arquitetura ganhou um ar provençal, o que deixou o ambiente externo ainda mais agradável”, diz Larissa.

A arquiteta decidiu manter a fachada para respeitar o padrão da vila. Mas o tom hortênsia garantiu o ar de renovação ao imóvel
Flavio Moraes/Fotoarena
A arquiteta decidiu manter a fachada para respeitar o padrão da vila. Mas o tom hortênsia garantiu o ar de renovação ao imóvel

Principais alterações

A planta original também ganhou uma suíte no pavimento superior – sinônimo de conforto para os moradores. Outra mudança que fez diferença foi a substituição da janela antiga por uma porta-balcão. “Mesmo sem ter terraço, o quarto parece maior”, ressalta.

No térreo, Larissa optou por reservar um espaço para um lavabo . O novo ambiente tem duas portas. “Ele pode ser usado por quem está na área de serviço ou pelas visitas que estão na sala”, explica.

Um dos locais preferidos de Larissa é a edícula , que se transformou em escritório e ateliê. “É no local que tenho passado a maior parte do tempo. Ele se transformou num laboratório de ideias de decoração. Procuro usar peças que já tenho ou recursos de baixo custo”, conta. Um bom exemplo pode ser visto em caixotes de madeira pintados de branco, que abrigam as revistas.

Materiais escolhidos

Os tacos originais do living e dos quartos foram mantidos, mas passaram por uma revitalização: foram raspados e receberam uma camada de resina brilhante
Flavio Moraes/Fotoarena
Os tacos originais do living e dos quartos foram mantidos, mas passaram por uma revitalização: foram raspados e receberam uma camada de resina brilhante
Os tacos originais do living e dos quartos foram mantidos, mas passaram por uma revitalização.  “Decidimos raspá-los e aplicar uma resina brilhante”, afirma a arquiteta.

No banheiro da suíte, a opção foi por pastilhas de vidro brancas no piso e na área do chuveiro e da banheira. O restante recebeu pintura no mesmo tom. Já o lavabo recebeu pastilhas de vidro azuis (Jatobá). “Como não possui janelas (tem apenas um exaustor) fiquei receosa com a possibilidade de a pintura mofar. Por isso, optei pelo material.” As bancadas de mármore branco polido são um charme à parte.

Para a cozinha e a lavanderia, os eleitos foram porcelanato preto polido (40 x 40 cm, Portobello) e tampos de granito preto São Gabriel. O mesmo material foi escolhido para o lavabo e o ateliê, só que na versão branca (Eliane).

Pastilhas de vidro azuis cobriram toda a área do banheiro social
Flavio Moraes/Fotoarena
Pastilhas de vidro azuis cobriram toda a área do banheiro social


Serviço:

Larissa Lieders
Tel: (11) 8361-8399

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.