Novo sistema possibilita dividir custo de residência com outros donos e usufruir de imóveis em todo o mundo

Sucesso há mais de 20 anos nos Estados Unido, Europa e México, o sistema de propriedade fracionada também está ganhando espaço no Brasil. Depois do Itacaré Paradise , na Bahia, e do Aguativa Privilège, em Cornélio Procópio, no  Paraná, a Odebrecht apresentou hoje, em São Paulo, seu primeiro empreendimento residencial  ter essa facilidade, o Quintas Private Residences, localizado na Costa dos Coqueiros, litoral norte da Bahia.

Pelo novo modelo, será possível comprar a utilização do imóvel pelo tempo que se desejar – a fração mínima é referente a quatro semanas ao ano, mas nada impede de se comprar 12 meses de ocupação exclusiva. No caso de se optar pelo fracionamento, as demais datas livres poderão ser utilizadas por outros co-proprietários, que pagarão pela fração proporcional. Anualmente, as datas de uso do imóvel serão modificadas por meio de um calendário rotativo.

“Esse modelo de comercialização denominado fractional já ocorria no Brasil há pelo menos quatro anos, mas era comum apenas na aquisição de jatinhos, helicópteros e carros de luxo”, explica Franklin Mira, diretor da O‘R Odebrech Realizações Imobiliárias, responsável pelo projeto.

O empreendimento

Uma das casas que poderão ter até 12 donos em Sauípe, na Bahia
Nilton Souza
Uma das casas que poderão ter até 12 donos em Sauípe, na Bahia
Ainda em fase de teste, o sistema de compra fracionada será implementado, a princípio, em apenas 10 das 170 casas do condomínio. Se o retorno for positivo, a expectativa é de que em quatro anos outras 40 residências entrem no programa.

Projetadas por arquitetos de renome como André Sá, Francisco Mota, David Bastos e Henri-Michel de Fournier, as casas disponíveis têm entre 300 m² a 400 m², e possuem quatro suítes, deck, piscina e espaço gourmet. Além disso, todas vêm equipadas com eletrodomésticos, talheres, louças e roupas de cama, mesa e banho.

“O intuito desse conceito é fazer a família tirar férias mesmo e não precisar trabalhar ou se preocupar com a casa”, diz Mira.

O condomínio também emprega práticas de sustentabilidade como sistema de tratamento de água, esgoto, fibra ótica e luz solar.


Serviços 24 horas

Além de toda infra-estrutura de cada unidade, o condomínio possui ampla área de lazer com SPA, fitness, duas quadras de tênis e uma de squash, campo de futebol society, parque infantil, apoio de praia, mini-golfe e clube com cinema e restaurante.

Toda mordomia, segurança, administração, manutenção e gestão reservada aos moradores ficará a cargo da empresa Nobile Hotéis. Serviços como concierge 24 horas, central de locação de carros, passeios, supermercado delivery, garçom, camareiras, lavanderia e buffet poderão ser contratados.

“É uma oportunidade para os interessados desfrutarem do luxo e dos serviços de um resort, aliado à privacidade e o ambiente familiar de uma residência de férias”, completa o diretor da O‘R.

Custos e oportunidades

Avaliadas em quase R$ 2 milhões, as casas poderão ser compradas a partir de R$ 160 mil, para utilização anual por quatro semanas. Valor que poderá ser dividido em 48 parcelas mensais, mais 10% de entrada. Nesse modelo, o custo do condomínio e do conciege deverá ser de R$ 613. Serviços extras serão cobrados à parte.

Outro atrativo é a filiação do Quintas Private Residences com a The Registry Collection (TRC), marca de luxo da RCI, líder mundial em intercâmbio de férias.

Com essa associação o proprietário poderá trocar seus períodos de utilização anual do imóvel pela estadia em uma das mais de 180 propriedades de padrão internacional do TRC, ou nos 5.840 resorts espalhados pelo mundo.

Segundo Alejandro Moreno, diretor da RCI para o Brasil, é possível trocar alguns dias na Bahia por outra residência com o mesmo padrão na Costa do Caribe, em um Castelo na Toscana (Itália) ou desfrutar de hotéis cinco estrelas em diversos destinos em todo o mundo.

A troca será realizada de acordo com uma tabela de pontuação do The Registry Collection.

Em caso de impossibilidade de utilizar a residência, o proprietário poderá alugar o imóvel por até R$ 2 mil a diária.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.