Escritório paulistano Aflalo & Gasperini projeta edifício em forma de vela em Cuba

Edifício em forma de vela projetado pelo escritório Aflalo & Gasperini em Cuba
Divulgação
Edifício em forma de vela projetado pelo escritório Aflalo & Gasperini em Cuba
Inspirado pelos ventos fortes que banham as praias de Havana, em Cuba - e aguardando um momento político oportuno -, o escritório paulista Aflalo & Gasperini projetou um edifício que sai do mar, arredondado como uma vela, e sob medida para as múltiplas atividades do WTC Assessoria Internacional.

Gian Carlo Gasperini, Luiz Felipe Aflalo Herman e Roberto Claudio dos Santos Aflalo Filho
Divulgação
Gian Carlo Gasperini, Luiz Felipe Aflalo Herman e Roberto Claudio dos Santos Aflalo Filho
A primeira imagem da maquete eletrônica do prédio do WTC faz lembrar o mastro de um barco em movimento, levado pelo vento forte da baía. “O edifício sai do mar e levanta como uma vela. Um motivo sólido para defender a forma, o gesto arredondado, que se materializa em concreto, alumínio e vidro”, conta Gian Carlo Gasperini, em tom pausado e reflexivo.

Do lado da cidade – e do outro lado do prédio -, a volumetria se abre em direção ao centro, com elevadores panorâmicos e geometria elegante.

O arquiteto, sócio do escritório Aflalo & Gasperini, fundado em 1962, explica com serenidade o projeto encomendado em 2008, pelo amigo e cliente Gilberto Bomeni, presidente do WTC. “Naquela época, fomos a Cuba, falamos com as pessoas do turismo e do governo e compreendemos a oportunidade de fazer um conjunto deste vulto.”

Gasperini comenta a localização privilegiada da ilha, em frente ao Havana Club e propõe uma ponte elevada, cruzando a marina, como uma passarela de chegada sublinhando o mar.

Embarcações de porte maior terão sua base na parte externa da marina, junto à sua entrada. A conexão para pedestres leva do Havana Club à sede do iate club, por um cais ao longo na frente do edifício, formando um passeio público arborizado.

O arquiteto conta que, para entusiasmar os cubanos, o escritório sugeriu uma escultura em forma da estrela de Cuba, colocada em situação estratégica. “A intenção é implantar na cidade um marco significativo, destinado a definir técnica e culturalmente a importância de Cuba no contexto das Américas.”

Projeção do edifício de 42 andares, em frente ao Havana Club
Divulgação
Projeção do edifício de 42 andares, em frente ao Havana Club
O WTC de Havana ainda não foi para a gaveta – como vão os projetos que não saem do papel. Ele continua sobre a mesa, esperando que o tempo e os bons ventos soprem sobre a ilha de Cuba.

Ficha técnica:
210 mil m² de construção
42 pavimentos
2.153 vagas de garagem
850 apartamentos
45 conjuntos de escritórios com área média de 1 mil m²
20 lojas
16 auditórios

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.