Integração e separação de ambientes ajudam a redefinir as áreas social e privada

Quando começou a projetar as soluções para este apartamento de 60 m², o objetivo da arquiteta Débora Roig era criar um local perfeito para o morador – um jovem empresário que tem o skate como hobby – viver e receber os amigos. Foi pensando nisso que a primeira sugestão foi abrir a cozinha para a sala, o que deu amplitude e integrou as áreas. Uma mesa com tampo extensível foi providenciada para acomodar mais pessoas quando necessário.

O apartamento de dois dormitórios também ganhou um quarto com dupla função: escritório e sala de televisão. “Ao invés de criar um quarto de hóspedes, recortei a parede da sala e fiz uma estrutura tubular giratória para colocar a tevê.” Assim, o aparelho serve tanto a sala de estar, quanto o escritório, sem necessitar de um móvel.

O banheiro, que ficava em frente à sala, também foi reprojetado para atender de maneira mais eficiente às visitas. “Como ele ia ser mais usado como lavabo, separei a área da ducha e do vaso sanitário, dando mais privacidade”, explica. Assim, o espaço acabou ganhando dupla função, atendendo aos moradores como banheiro completo, e fazendo também as vezes de lavabo.

O charme da casa ficou por conta do painel de lousa, instalado em uma das paredes da sala. “Amigos grafiteiros, como Os Gêmeos, sempre deixam um desenho.”

Confira outras matérias sobre o aproveitamento de pequenos espaços

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.