Casa projetada por Marcio Kogan em Brasília surpreende pelos traços marcantes e glamour modernista

Composta por dois blocos de concreto e detalhes em madeira, a construção lembra as casas de Hollywood
Divulgação/Pedro Vannucchi
Composta por dois blocos de concreto e detalhes em madeira, a construção lembra as casas de Hollywood
“Uma caixa de concreto e madeira que parece repousar sobre o solo.” Assim o arquiteto Marcio Kogan define um de seus projetos mais recentes, uma morada de 270 m² na ponta de um dos braços do Lago Paranoá, em Brasília (DF).

Estruturada a partir de dois volumes de concreto, a edificação – que também leva a assinatura de Susana Glogowski – preza pela flexibilidade e pela integração dos ambientes e da natureza. A inspiração foi mais do que especial, a própria arquitetura da Capital Federal, marcada por grandes nomes da história.

Do pano de vidro, a paisagem da Capital Federal
Divulgação/Pedro Vannucchi
Do pano de vidro, a paisagem da Capital Federal
“O projeto é um comentário poético sobre a arquitetura moderna, sobretudo o modernismo brasileiro, a partir de uma releitura contemporânea dos materiais e das técnicas construtivas”, conta Kogan, que conseguiu integrar, sem isolar. Mesclando traços retos com a sinuosidade da natureza .

No bloco inferior, que acomoda a suíte principal, um dormitório , um banheiro , a área de serviço e a garagem, os profissionais deram ênfase à privacidade dos moradores. Os brises verticais de madeira da fachada ajudam a filtrar a luz. E se quiser convidar a natureza a fazer parte da morada, basta abri-los inteiramente. Um solário, ideal para aproveitar os momentos de folga, toma conta da parte superior do bloco, interligado com o deque da piscina da externa por uma escada de concreto aparente .

Na transversal, o segundo volume fica suspenso, como se flutuasse pelo lote, acima da piscina. “Essa parte da edificação fica apoiada no boco térreo de um lado e sobre pilotis do outro”, afirma o arquiteto. Composto por amplos panos de vidro que permitem a contemplação da paisagem ao redor, o bloco quase não possui paredes, integrando as salas de estar e jantar , a cozinha e um pequeno escritório. Uma ampla bancada vermelha ajuda a delimitar os espaços e cortinas brancas se encarregam de criar um clima intimista.

O bom gosto também se destaca. Logo no hall de entrada somos recebidos por um painel exclusivo de Athos Bulcão . “É, possivelmente, sua última obra, um componente muito especial”, diz Kogan. Luzes pontuais tratam de deixar o trabalho do artista ainda mais belo.


Serviço:
Márcio Kogan – MK27

Tel.: (11) 3081-3522

Siga o iG Delas no Twitter
Curta o iG Delas no Facebook

    Leia tudo sobre: casa
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.