Prêmio Pritzker 2010 reverencia profissionais que fizeram os luxuosos prédios da Dior e do Centro de Estudos Rolex

Kazuyo Sejima e Ryue Nishizawa, sócios do escritório de arquitetura japonês SANAA, foram anunciados neste fim de semana com os ganhadores do Prêmio Pritzker 2010, conhecido como o “Nobel da Arquitetura”. A entrega das medalhas e do cheque no valor de US$ 100 mil só ocorrerá em maio, na Ilha de Ellis, nos Estados Unidos.

Criado em 1995, o SANAA é conhecido por sua arquitetura discreta e leve, com linguagem singular e soluções bem-sucedidas de integração dos ambientes internos e externo, com constante uso da transparência. Alguns exemplos admiráveis são o luxuoso prédio da grife Christian Dior, em Tóquio, e o Centro de Estudos Rolex, em Lausanne, na Suíça, e a Escola Zollverein de Gestão e Design, em Essen, na Alemanha.

Entretanto, a maior parte da produção do SANAA está no Japão. Caso do O-Museum, em Nagano, e o Museu de Arte Contemporânea do Século XXI, em Kanazawa.

Desde que foi criado, o prêmio promovido pela família Hyatt, dona da rede de hotéis de mesmo nome, homenageou os arquitetos Jean Nouvel, Frank Gehry e Zaha Hadid. Os brasileiros Oscar Niemeyer e Paulo Mendes da Rocha também já receberam a distinção.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.