Seca ou a vapor, a sauna é uma ótima opção para se livrar do estresse

Ela promove o bem-estar físico, pode ser construída em pouco tempo - cerca de cinco dias -, não custa muito e ainda valoriza o imóvel. Se ainda restava algum impedimento para ter uma sauna em casa, vale saber que até mesmo a falta de espaço deixou de ser um problema. “Em apartamentos, por exemplo, é possível instalar o equipamento de vapor do lado de fora do banheiro, geralmente na lavanderia, e fechar o box”, diz Sergio Olimpio de Moraes, diretor da Impercap, empresa especializada no assunto. Nesses casos, o investimento pode variar de R$ 1 mil a R$ 6 mil.

Em residências com área livre para a construção de uma sauna, um dos primeiros passos é prever a quantidade de pessoas que a utilizarão para projetar um ambiente que acomode a todos confortavelmente. O ideal é ter, no mínimo, 1 m³ por pessoa e pé-direito de 2,20 para que o espaço aqueça por igual. “Os assentos devem ter aproximadamente 45 cm de profundidade e altura. Para circulação é preciso deixar, no mínimo, 50 cm entre os bancos opostos”, acrescenta Aline Machado, da Cottage Casa & Lazer.

Seca ou a vapor?
A sauna seca, de origem finlandesa, é indicada para regiões frias por alcançar temperaturas mais altas, podendo chegar a 80 °C. Uma boa opção para quem tem casa na montanha, por exemplo. “Elas são construídas com madeira cedrinho ou ipê e as paredes devem ser isoladas com lã de vidro ou isopor, para conservar o calor”, afirma Flávio Araújo Andrade, gerente da Equibombas.

Segundo ele, esse tipo de sauna é aquecida por um equipamento (que pode ser elétrico, a gás ou a lenha) instalado dentro do ambiente. Porém, a fiação deve passar pelo lado de fora para evitar acidentes. Obrigatoriamente precisa haver, ainda, um quadro de comando externo que regule a temperatura e um respiro de 10 cm³ na parede para a circulação do ar.

Na versão a vapor, a temperatura média é um pouco mais amena, cerca de 60 °C e, por isso, mais adequada para climas tropicais. As paredes desses ambientes devem receber aplicação de vermiculita, a fim de garantir isolamento térmico, para só então serem revestidas com azulejos, pastilhas de vidro ou mármore - materiais mais indicados por suportarem a umidade. “É importante ainda que o teto tenha inclinação de 10% para fazer com que as gotículas de vapor escorram para o chão, sem cair sobre os usuários. Por isso também a necessidade de ter um ralo para escoar essa água”, afirma Aline.

Com uma parede de vidro temperado, a sauna construída pela Impercap no interior de São Paulo, possibilita a vista para a área de lazer
Divulgação
Com uma parede de vidro temperado, a sauna construída pela Impercap no interior de São Paulo, possibilita a vista para a área de lazer
O equipamento da sauna a vapor também pode ser elétrico, a gás ou a lenha. A diferença é que deve ficar do lado de fora do cômodo – o vapor é enviado por uma tubulação - e possuir um compartimento de água capaz de aumentar a umidade do ambiente. Além disso, para os fornos a gás ou a lenha é necessário instalar uma chaminé para expelir a fumaça.

Dicas
- Além da tradicional essência de eucalipto é possível encontrar no mercado outros aromas que combinem mais com seu estilo;
- Se possível, tenha um local perto da sauna onde as pessoas possam tomar uma ducha fria e, assim, regular a temperatura corporal ao sair;
- Espere duas horas após as refeições para entrar na sauna a fim de evitar um mal-estar;
- Atividades físicas entre o intervalo das saunas também não são recomendadas porque os batimentos ficam alterados devido ao calor;
- Como o calor da sauna dilata os poros, os homens podem aproveitar a pausa para fazer a barba.

Serviço

Cottage Casa & Lazer
Tel: (12) 3942-3603
São José dos Campos/ SP

Equibombas
Tel: (11) 5031-3276
Av. Professor Vicente Rao, 2327 - São Paulo (SP)

Impercap
Tel: (11) 3685-3015


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.