Do jardim à decoração, a construção em Porto Feliz é um convite ao descanso

Portas-balcão, telhado com várias águas, escadas com guarda-copo de ferro e varanda no entorno da construção trazem o clima de antigamente para a casa de 1.300 m², em Porto Feliz (SP).

A iluminação valoriza cada detalhe do jardim e da construção
Rui Antunes/ Divulgação
A iluminação valoriza cada detalhe do jardim e da construção

Projetado por Marco Portes para abrigar um jovem empresário, a esposa e seus dois filhos pequenos em dias de folga, o refúgio é também o local onde o proprietário põe em prática seus dotes culinários. “Ele pediu para desenhar uma cozinha gourmet que fosse rústica, sem abrir mão da tecnologia”, conta Portes.

A ilha com bancada em granito desgastado e cooktop elétrico aproxima os convidados do anfitrião. Um móvel em madeira rústica contorna as paredes , deixando o ambiente mais aconchegante.

Uma segunda cozinha , de 40 m², é usada pelos funcionários e conta ainda com uma despensa e um espaço para refeições rápidas, marcado por um móvel dobrável que faz as vezes de balcão.

Na sala de estar, com pé-direito de 4,80 metros, o clima de fazenda é reforçado por peles de vaca e tapetes persas e paquistaneses, que formam uma composição sobre o assoalho de madeira cumaru. Tijolos aparentes e dormentes emolduram a lareira . A iluminação embutida destaca os objetos decorativos, entre os quais estão heranças de família e peças atuais garimpadas pelo arquiteto.

Nas sete suítes – todas com closet e varanda –, a decoração mais clean e delicada tem ares provençais. A suíte master conta ainda com saleta íntima e sala de banho.

Área externa


As portas-balcão favorecem a integração da sala de estar com a varanda, revestida por lajotas e decorada com poltronas de fibra sintética. “Escolhi esse material, pois ele suporta bem o sol e o vento”, afirma Portes.

Erguidas sobre a entrada do porão, escadas em estilo colonial dão acesso à área da piscina . A raia de 25 metros de comprimento por 3 metros de largura foi construída em alvenaria e recebeu revestimento cerâmico com uma delicada moldura em piso cimentício estampado. O aquecimento foi feito por sistema elétrico.

Para revestir a borda da piscina, o arquiteto optou pela linha Etrusco, da Castelatto, e, para o solarium, lajotas Santa Alda. “Acho que estes acabamentos representam muito bem o estilo rústico.”

Uma espécie de extensão do solarium foi criada à direita da piscina . “Fizemos um deck de cumaru para acomodar espreguiçadeiras e aproveitar melhor a vista, que, deste local, é especial”, diz.

Ao redor da piscina, foram plantadas espécies que, segundo Portes, combinam perfeitamente com o campo, como sálvia, lavanda, bálsamo, flor canhota, flor-do-campo, kaizuka e agapantos azuis.

Serviço

Marco Portes
Tel: (11) 4191-5783

Veja outros projetos de casas de campo

Acompanhe mais novidades de arquitetura e decoração no twitter do Delas









    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.