Tecnologia permite levar o vidro a grandes áreas residenciais

Fachada de vidro em projeto do escritório Libeskindllovet Arquitetos
Divulgação
Fachada de vidro em projeto do escritório Libeskindllovet Arquitetos

Casas com vistas incríveis, como as localizadas à beira da praia ou no alto de montanhas isoladas, merecem trazer para dentro dos ambientes a beleza da natureza ao redor. Para isso, nada melhor do que contar com a transparência do vidro no lugar de pesadas paredes de alvenaria.

Perfeitas para integrar e ampliar ambientes, como fez Roberto Migotto, no projeto Casa Trancoso, e o escritório Libeskindllovet Arquitetos, na residência projetada à beira de um lago em São Luís do Paraitinga, as grandes folhas transparentes ainda trazem maior iluminação e ventilação aos projetos.

Até mesmo uma escada com degraus de vidro pode ser usada para trazer leveza e amplitude a ambientes com dimensões reduzidas, afirmam o arquiteto Fernando Oliveira, do escritório Szabó e Oliveira Arquitetura .

Tecnologia a favor

Ao contrário do que se conseguia no passado, novas tecnologias já permitem que se use o vidro em grandes estruturas com mais segurança e facilidade de instalação. Mas é imprescindível que, antes de tudo, a chapa de vidro seja beneficiada de acordo com a necessidade da aplicação. Processamentos como laminação e têmpera são alguns dos recursos usados para conferir novas características ao material, aumentando sua segurança e resistência.

Pisos de vidro e guarda-corpos, por exemplo, devem ser laminados e possuir resistência superior, além de receber cuidados necessários para evitar trincas e compressão. 


A dupla Silvia Brawerman e Sofia Smaletz usou o vidro como recurso de iluminação e decoração para a fachada.
Divulgação
A dupla Silvia Brawerman e Sofia Smaletz usou o vidro como recurso de iluminação e decoração para a fachada.

Privacidade garantida

Mas se trazer a natureza para dentro de casa é desejável, o oposto nem sempre é uma boa ideia e, por isso, muito projetos acabam sendo colocados em risco por medo de comprometer a privacidade dos moradores.

Entretanto, já é possível contar com materiais impressos, que funcionam como texturas de um dos lados das chapas de vidro, que garantem a entrada de luz, sem mostrar o que ocorre dentro do cômodo.

As texturas devem ser escolhidas de acordo com a necessidade do projeto: decoração, iluminação difusa, garantir privacidade sem escurecer o ambiente, afirma Katia Sugimura, coordenadora de marketing da Saint-Gobain Glass .

    Leia tudo sobre: casa
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.