12 arquitetos, engenheiros e designers de renome elegem os projetos mais representativos da capital paulista

No aniversário de 457 de São Paulo, conversamos com 12 arquitetos e designers que ajudam a fazer desta a maior metrópole brasileira, para saber quais projetos arquitetônicos eles consideram mais representativos da cidade. Confira a opinião de mestres como Ruy Ohtake, Roberto Loeb e Márcio Kogan, entre outros.

Ruy Ohtake – arquiteto
“Difícil escolher apenas um projeto que seja a cara de São Paulo, portanto sugiro três. Em primeiro lugar o Masp, um edifício baixo (de apenas três andares), mas que tem a força da forma e da cor que se identificam com a cidade. O Copan, um dos prédios mais importantes da capital, por sua arquitetura inovadora que permanece moderna. E, por último, o Parque do Ibirapuera, por ser um lugar de respiro diante de tantas construções e por unir atividades culturais.”

O conjunto Nacional possui arquitetura dinâmica e vida pelas atividades oferecidas dia e noite
Flickr / Antonio Carlos Castejon
O conjunto Nacional possui arquitetura dinâmica e vida pelas atividades oferecidas dia e noite

Roberto Loeb – arquiteto
“Não existe apenas um projeto que seja a cara de São Paulo. O que caracteriza a capital é sua multiplicidade de soluções urbanas e arquitetônicas reunidas à complexidade de seus desenhos. Aqui, a modernidade divide espaço com a contemporaneidade, com o futurismo, com construções seculares e recentes.”

Waldomiro Zarzur – engenheiro
“Em primeiro lugar, cito o Edifício Martinelli, por ser o primeiro arranha-céu de São Paulo. Sua arquitetura é bem clássica e retrata toda a história da capital. Até hoje, permanece como uma importante obra, sendo um prédio bastante representativo para a arquitetura. O Mercadão Municipal também tem um projeto fascinante tanto interna como externamente. Suas colunas, vitrais e cúpula são bastante marcantes. E por último, o MASP por ter a ver com toda a característica de da cidade.”

Márcio Kogan – arquiteto
“A praça Oscar Freire é a cara de São Paulo. Ela é o retrato perfeito do descaso com o espaço público, da falta de manutenção de uma área verde residual, mas com bom potencial para aliviar a enorme carência de áreas de lazer e contemplação.”

Rosana Ferrari – arquiteta, presidente da IAB-SP
“A Pinacoteca do Estado, restaurada pelo arquiteto Paulo Mendes da Rocha é, sem dúvida, a cara da cidade. É um lugar de dinamismo, onde exposições, eventos culturais e a produção da biblioteca interagem entre si. É a cultura que traz prosperidade à cidade.”

O conjunto Nacional possui arquitetura dinâmica e vida pelas atividades oferecidas dia e noite
Flickr / Antonio Carlos Castejon
O conjunto Nacional possui arquitetura dinâmica e vida pelas atividades oferecidas dia e noite

Pedro Franco – designer, proprietário da loja de design A Lot Of

"Acho que o Masp representa bem a pluralidade de São Paulo. Milhares de pessoas vão ao local com diferentes interesses. É um ponto de encontro de skatistas, casais que vão namorar nos bancos de concreto, pessoas que visitam a feirinha nos finais de semana, além do público que visita as diversas exposições com manifestações culturais no local."

Maurício Queiroz – designer
"A melhor de São Paulo é o Parque do Ibirapuera. Uma zona verde que representa um pouco da origem da cidade, é o pulmão dos paulistanos e ao mesmo tempo contrapõe a uma metrópole de concreto que cedeu a projetos imobiliários sem qualidade arquitetônica, apenas comerciais. Além disso, é um dos poucos lugares que prioriza os pedestres em vez dos veículos, oferecendo livre circulação de pessoas. O parque também reúne grandes obras de um dos principais arquitetos do mundo, Oscar Niemeyer, como a Oca, o prédio da Bienal e a marquise, além do teatro recém-inaugurado.”

O conjunto Nacional possui arquitetura dinâmica e vida pelas atividades oferecidas dia e noite
Flickr / Antonio Carlos Castejon
O conjunto Nacional possui arquitetura dinâmica e vida pelas atividades oferecidas dia e noite
Bya Barros – arquiteta e empresária
"O prédio do Estadão foi um grande presente para São Paulo. É um marco, desde 1950, quando foi projetado por Franz Heep, que atravessou diversas gerações de paulistanos com um arquitetura atemporal e imponente, que mistura linhas contemporâneas com ares clássicos."

Leonardo Junqueira – arquiteto
“Diante da nossa realidade, acredito que a cara da cidade é a marquise do Parque do Ibirapuera, uma vez que preenche um nicho que São Paulo tem pouco: parques e verdes. Além disso, faz uma ligação orgânica com os edifícios. Outro projeto que destaco é o Minhocão, com sua imponência e dureza de colocar os carros acima das pessoas. É um lugar que privilegia o transporte individual.”

Gian Carlo Gasperini, Roberto Aflalo e Luiz Felipe Aflalo Herman –  Aflo&Gasperini
“O Conjunto Nacional, na Avenida Paulista, é uma arquitetura que tem a cara da cidade. É uma obra que está geograficamente num ponto alto, num divisor de águas entre cidade antiga e moderna, na avenida mais expressiva da cidade, que acomoda inúmeros eventos, tornando-a uma região de grande exposição, como uma referência. Trata-se de um modelo arquitetônico que deveria ser replicado em outras áreas de grande densidade na cidade, por ser uma arquitetura dinâmica pelas atividades oferecidas e uma arquitetura viva, funcionando dia e noite.”

O conjunto Nacional possui arquitetura dinâmica e vida pelas atividades oferecidas dia e noite
Flickr / Antonio Carlos Castejon
O conjunto Nacional possui arquitetura dinâmica e vida pelas atividades oferecidas dia e noite

Toninho Noronha – arquiteto
“Quando era pequeno e vinha visitar a cidade de São Paulo, um dos monumentos que mais me chamava atenção era o Edifício Altino Arantes, antigo prédio do Banespa. Apesar de ter semelhança com Empire State Building, em Nova York, e ter uma construção antiga, é, até os dias de hoje, um prédio emblemático que se destaca por sua altura e beleza arquitetônica.”

Fernanda Marques – arquiteta
"Na minha opinião, o projeto que é a cara de São Paulo é a Pinacoteca do Estado de SP, que em 1990 recebeu a perfeita revitalização do arquiteto Paulo Mendes da Rocha."

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.