Nichos na parede e mistura de pisos fizeram com que a reforma saísse em conta para o jovem morador

O apartamento de 44 m², em São Paulo, não atendia totalmente às necessidades do proprietário. Um jovem solteiro, ele não precisava do segundo quarto, mas fazia questão de home office , espaço para guardar a bicicleta e bar. Porém a reforma tinha orçamento apertado.

A arquiteta Elaine Gonzalez decidiu, então, aproveitar a cozinha aberta para a sala e reconstruir com drywall a parede do quarto menor, mas agora curva. No piso, pastilhas fazem uma transição discreta e evitam a troca de piso em todo o apartamento, delimitando a área da TV.

Móveis multiuso, como o sofá-cama, o aparador-baú e a mesa de centro que também permite armazenar objetos embaixo do tampo, complementam o espaço. A iluminação também teve atenção especial, com muitos spots no teto. “A claridade dá a impressão de que o espaço é maior”, diz a arquiteta.

Do outro lado da parede curva fica o home office. Ali, no lugar de uma estante, Denise criou nichos e um painel de MDF revestido com Fórmica recebeu ganchos para pendurar a bicicleta que, assim, ocupa menos espaço. O painel também serve para grudar fotos e recados. Na outra extremidade do pequeno espaço restante, com abertura para a sala, fica o bar.

No quarto, dois espelhos verticais foram estrategicamente posicionados sobre os criados-mudos, para alongar o espaço visualmente. Já sabendo do gosto do morador por quadros, Elaine previu uma prateleira fina sobre a cabeceira. Assim, não é preciso furar paredes e fica mais fácil mudar as peças.

Ficha técnica:

Projeto: UMM Arquitetura + Tieppo Gonzalez
Tel: (11) 3854-5653

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.