Cozinha corredor tem solução

Por Maria Silvia Ferraz , especial para o iG

compartilhe

Tamanho do texto

Confira projetos e dicas de especialistas para aproveitar ao máximo os ambientes estreitos

As áreas sociais são cada vez mais valorizadas nos empreendimentos imobiliários. Com isso, muitas vezes a cozinha acaba sendo prejudicada no projeto e se transforma praticamente em um corredor. “Com os apartamentos cada vez menores e a busca por insolação no living e nos quartos, a cozinha fica com o que sobra”, afirma a arquiteta Sabrina Salles. Apesar de ser difícil fugir disso, é preciso se certificar de que o ambiente tenha pelo menos 90 cm de espaço livre. “O ideal seria um metro. É o mínimo para abrir o forno com conforto, ou para que duas pessoas possam passar ao mesmo tempo”, explica a arquiteta Cilene Monteiro Lupi.

Interligada à sala pela mesa de jantar, que nasce após a bancada, esta cozinha projetada por Cilene Monteiro Lupi ainda tem passa prato ligado à varanda. Foto: DivulgaçãoMarcenaria e pastilhas coloridas deram bossa à cozinha. No fundo, o ambiente ainda ganhou uma pequena copa. Projeto do escritório MeyerCortez. Foto: DivulgaçãoEletrodomésticos embutidos e porta de correr na divisão da sala foram as soluções da arquiteta Cynthia Pimentel Duarte para esta cozinha de 12 m2 . Foto: DivulgaçãoA cozinha corredor se desdobra em uma pequena sala de almoço. Ali, a arquiteta Cynthia Pimentel usou um painel de madeira para esquentar a decoração. Foto: DivulgaçãoA arquiteta Sabrina Salles apostou em soluções embutidas para ganhar espaço nesta cozinha de 15 m2. Foto: DivulgaçãoNeste projeto da arquiteta Eliane Fiuza, destaque para a iluminação, que acompanha o formato do ambiente e traz mais amplitude. Foto: DivulgaçãoO revestimento metalizado sobre a pia e o papel de parede ao fundo da mesa alta deram mais charme a este projeto de Elaine Gonzalez. Foto: DivulgaçãoA arquiteta separou bem as áreas molhada e seca e aproveitou um recorte do armário planejado para criar um espaço para refeições. Foto: DivulgaçãoA cozinha de 8m2 foi integrada ao living para ganhar espaço. Ao fundo, a arquiteta Sabrina Salles separou a área de serviço com uma porta . Foto: DivulgaçãoPara dar um pouco de amplitude à cozinha de 6 m2, a arquiteta Cilene Monteiro Lupi abriu uma meia cozinha americana, em frente à geladeira. Foto: DivulgaçãoConectada à varanda, onde foi instalada mesa, a cozinha de 9,5 m2 m2 teve projeto da arquiteta Sabrina Salles para valorizar o preparo dos alimentos. Foto: DivulgaçãoNa mostra Morar Mais por Menos, de Vitória, Lívia Grobério e Marina Figueiredo provaram que é possível obter espaço até na cozinha de um motorhome. Foto: DivulgaçãoA cozinha corredor ganhou charme com a parede de giz e a geladeira laranja. Repare que o micro-ondas encontrou um lugar no alto. Foto: DivulgaçãoA arquiteta Cynthia Pimentel Duarte integrou lavanderia e cozinha para ganhar espaço. Para isso, foi preciso investir numa lava e seca e em nichos na bancada. Foto: Divulgação/ Ines AntichO que define o formato desta cozinha corredor é apenas a bancada, com pia e cooktop, que funciona como mesa. Projeto do arquiteto Ricardo Rossi . Foto: Divulgação/ Rafael Renzo

As dimensões estreitas significam que o sonho de uma ilha central pode não se tornar realidade. “Mas é possível encontrar lugar para todos os equipamentos mesmo em espaços reduzidos”, garante a arquiteta Cynthia Pimentel Duarte. Em, graças a um eficiente projeto com armários planejados, em apenas 6 m² ela acomodou micro-ondas, forno e fogão elétricos e até adega.

Mais: Veja outras spluções para ganhar espaço em apartamentos pequenos

O truque foi integrar a cozinha com a área de serviço, eliminando o tanque e o varal. “Foi viável, neste caso, pois se trata de um apartamento de veraneio, em um prédio com serviços de hotelaria”, explica a profissional. “De qualquer forma, não tenho nada contra a mistura dos ambientes.” Outra solução interessante foi criar uma bancada profunda, com nichos para alimentos e temperos junto à parede. A torneira com filtro embutido dispensa a presença de mais um eletroportátil – boa ideia para quem mora em poucos metros.

Sabrina Salles também já enfrentou com sucesso projetos de cozinha corredor. Em um ambiente de 15 m2, mas com formato difícil, ela incluiu uma prancha que sai do armário, transformando-se em mesa ou base de apoio. A arquiteta sempre procura derrubar paredes em projetos de cozinha corredor. “Integrar com a varanda ou a sala é um jeito de aumentar o espaço”, diz.

Já que o formato é linear, a instrução de Cilene Monteiro Lupi é separar as áreas molhada e seca. “Procuro deixar fogão, pia a geladeira na mesma parede. Do outro lado podem haver armários e uma bancada de refeição”, explica a profissional. Ela também é a favor da integração. “Dá sensação de continuidade.”

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas