Área de lazer passa por mudança e vira principal ambiente de duplex paulistano

A cobertura duplex de 80 m², com 44 m² dedicados à área externa e vista para a cidade, foi amor à primeira vista. Mas o apartamento no bairro de Vila Madalena, Zona Oeste de São Paulo, não era prático, tampouco tinha a cara da dona. A sala e a cozinha, na parte de baixo, eram pequenas demais. E a churrasqueira descoberta, no andar de cima, impossibilitava o uso nos dias de chuva.

Para trazer mais funcionalidade, o arquiteto Robert Robl propôs mudanças. O andar de baixo ganhou um pequeno, porém aconchegante living , com poltronas e televisão compartilhada com o quarto, graças a um projeto de marcenaria com sistema giratório. Enquanto a cozinha de apoio teve o painel de madeira de demolição – não indicado para áreas molhadas – substituído por uma placa de inox, e a bancada e as prateleiras ebanizadas.

Revitalizada, a área externa se transformou no lugar ideal para receber
Divulgação
Revitalizada, a área externa se transformou no lugar ideal para receber

Mas foi na parte de cima que a maior transformação ocorreu. A parte externa ganhou cobertura de vidro e virou sala de jantar e cozinha gourmet  com deck de madeira cumaru  O cômodo fechado que antes abrigava uma mistura de escritório e quarto de hóspedes ganhou status de ambiente multiuso , podendo ser usado como sala de estar, quarto de hóspedes e home office , graças a um cuidadoso projeto de marcenaria da Art Laca

O sofá pode virar cama e o móvel da TV esconde um guarda-roupa e uma prancha que serve de escrivaninha. As amplas janelas foram protegidas por cortinas e, onde antes havia portas de vidro, foi instalado um blackout com acionamento automatizado.

Apenas a área da piscina continuou aberta e pode ser isolada por janelas – repare nos caixilhos próximos às floreiras instaladas pela paisagista Tharcila Iandoli.

Terminada a reforma estrutural, era hora de dar identidade à decoração. “A moradora gostava muito de verde claro. Mas para fugir de uma estética dos anos 1990, sugeri verdes mais fortes”, explica o profissional. A cor aparece nos azulejos e na marcenaria da cozinha gourmet, na parede da piscina, nos detalhes das almofadas e do tapete, na variedade de plantas da área externa e nas poltronas do hall. E se o objetivo era deixar para trás um apartamento obsoleto, o arquiteto pode considerar sua missão cumprida. A cor decora com leveza ambientes multifuncionais e amplamente utilizados pela moradora e seus convidados.

Leia ainda:
- Como ter uma piscina em casa
- 30 truques para esconder a bagunça

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.