Residência em Americana tem quase 672 m² construídos e decoração em homenagem à Inglaterra, onde o meia da seleção trabalha atualmente

Assim que acabar a Copa do Mundo , o meia da Seleção Brasileira Oscar já tem destino certo para descansar: a casa recém-construída para a família em Americana, interior de São Paulo. Cidade natal do jogador, o local foi escolhido para sediar seu refúgio de férias ao lado de parentes e amigos. Daí a principal exigência ter sido uma área de lazer completa.

A fachada em estilo americano neoclássico, com frontão de seis metros de altura e portas de três metros, ao lado da garagem chama atenção no condomínio fechado. “Aproveitamos o leve aclive do terreno para a residência ficar mais imponente e valorizada”, afirma o arquiteto Aquiles Kilaris, responsável pelo projeto. Marcado por linhas orgânicas e acabamentos em tons neutros, o imóvel de 672 m² está dividido em dois pisos, liberando boa parte dos 1.200 m² totais do terreno para o lazer.

Na área externa, uma piscina de 36 m² com pastilhas Jatobá em três tons de azul tem spa anexo e serve de referência para o espaço gourmet , com churrasqueira , forno de pizza e geladeira duplex para garantir a cerveja sempre gelada. Conexão Wi-fi, espaço coberto para dançar e muita tomada para ligar os microfones dos grupos de pagode que costumam embalar as festinhas também não faltaram. “Eles ficam muito tempo concentrados. Quando estão de folga querem mais é reunir os amigos em churrascos com muita música”, diz Kilaris, que teve de contar com a internet para aprovar o projeto e dar andamento à obra.

“O Oscar e a Ludmila já conheciam meu trabalho pela região. Eles vieram uma ou duas vezes no meu escritório e depois nos falávamos por FaceTime para aprovar orçamentos, escolher acabamentos e móveis”, conta o arquiteto. Periodicamente, ele ainda mandava por e.mail relatórios com fotos e descritivos da obra para o casal acompanhar. “A distância não foi problema”, garante.

Oscar e Ludmila: casa de veraneio em Americana
Reprodução/ Instagram
Oscar e Ludmila: casa de veraneio em Americana

Para manter o mesmo padrão de conforto e sofisticação que o jogador tem encontrado no exterior, Kilaris optou por acabamentos em mármore, porcelanato e madeira em todas as áreas internas. Da cozinha e sala de almoço abertas ao jardim interno, ao living integrado com a sala de jantar, onde uma escada escultórica se impõe levando às três suítes.

Ainda no térreo, um home theater  de 20 m² com televisão de 72 polegadas e sofá com encostos reclináveis foi especialmente montado para assistir a jogos e disputar partidas de vídeo game. Na parede, um painel com a imagem da Londron Bridge faz homenagem à atual residência do jogador. A referência à “terra da rainha” ainda aparece em detalhes da decoração assinada pela designer de interiores Iara Kílaris – esposa do arquiteto –, tais como as coroas que surgem em pratos e almofadas.

“Cuidamos de cada detalhe para eles. Abastecemos até a geladeira e arrumamos as roupas no closet antes de entregar a casa (no fim de 2013)”, afirma Kilaris. Eles só não previram a chegada da pequena Julia, que nasceu dias antes da Copa começar. “Vamos ter de fazer alguns ajustes.”

Veja ainda:
- As construções mais bizarras pelo mundo
- Erros e acertos no uso de espelhos pela casa


    Leia tudo sobre: casa
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.