A arquiteta Tatiana Moreira acabou com a monotonia ao investir em detalhes com cores fortes

Engana-se quem imagina que tons neutros deixam os ambientes da casa monótonos. Ao contrário. É possível conseguir decorações contemporâneas e espaços repletos de aconchego com bases neutras. O projeto da arquiteta Tatiana Moreira é um exemplo disso. Com apenas 55 m², o imóvel esbanja personalidade por meio de uma marcenaria planejada e pitadas de cor apenas nos móveis e objetos decorativos. “Sou adepta aos neutros. Mas é fundamental ficar atenta e não deixar o local sem graça. Uma dica que funciona bastante é investir na iluminação, de modo a transformar os espaços ”, afirma.

Volte à matéria principal: abuse das cores neutras na decoração sem ser monótono

O perfil do cliente do imóvel localizado na Vila Prudente, bairro de São Paulo, era um casal sem filhos que valorizava momentos junto dos amigos para tomar um bom vinho. A alternativa encontrada pela arquiteta foi apostar em ambientes integrados e em uma divisória vazada repleta de nichos de madeira . “Integrar cozinha, sala de estar e varanda é um truque que confere amplitude a espaços reduzidos”, revela. Além disso, um toque especial foi dado aos espaços: uma parede-adega, feita com pinos de madeira instalados na parede.

A marcenaria personalizada do projeto invadiu também a cozinha e varanda. A madeira deu origem a painéis, armários, nichos, bancadas e até ao espaço do futon, na área externa. Tatiana espalhou ainda tons neutros pelo restante do imóvel. O quarto ganhou cortina na cor bege e um misto de preto e branco apareceu nos demais itens decorativos. Outro destaque do projeto foi a presença de espelhos. “Eles conseguem ampliar os ambientes. Mas lembre-se de usá-los com moderação e deixá-los nas posições corretas para não causar desconforto nos moradores”, diz.

Leia mais:

Saiba como ter uma casa sempre fresquinha

16 regras para acertar na decoração da sala

Confira soluções em cozinhas planejadas

    Leia tudo sobre: casa
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.