Disposição do mobiliário ajuda a trazer aconchego e funcionalidade a imóvel de 41 m²

O objetivo das arquitetas Paula Ferraz e Éllen Cavalvante no apartamento de 41m², em Santa Cecília, bairro de São Paulo, era aproveitar cada centímetro do imóvel de um jovem casal. A primeira medida foi derrubar a parede que separava quarto e sala, ganhando mais amplitude. Integração feita, os ambientes foram delimitados por meio de móveis e recursos visuais. “Apostamos na textura de madeira, em um painel instalado do chão até o teto, na hora de definir os espaços. O sofá foi mais um recurso para garantir o limite da sala”, afirma Paula.

Volte à matéria principal: Ambientes integrados ajudam a ganhar espaço: confira três projetos e inspire-se

Outro elemento que ajudou a reforçar a ideia de separação foi o aparador com formato de peças do jogo “Tetris”. As profissionais desenharam o móvel e se preocuparam em apostar na mistura do branco e da madeira para conferir personalidade ao projeto. A linguagem flexível da decoração permitiu às profissionais usarem luminárias em trilhos ao longo do painel de madeira. O apartamento também ganhou um escritório com elementos embutidos  – bancada, estante e adega – e ares descolados.

Paula e Éllen recorreram ainda ao trunfo dos espelhos para ganhar profundidade na arquitetura. A parede da sala de estar conta com um que a encobre totalmente, assim como pode ser visto no armário do quarto. O guarda-roupa adaptado funciona também como um cabideiro, uma bancada e até um criado-mudo. A necessidade de aproveitamento de espaço fez com que as arquitetas escolhessem uma cama repleta de nichos para guardar caixas organizadoras.

A decoração do apartamento foi pontuada por elementos na cor amarela (prateleiras, bancos e fórmica nos armários), na intenção de manter a unidade entre os espaços. Além disso, o lavabo próximo ao banheiro recebeu móveis soltos ao invés de gabinetes pouco funcionais. O projeto das arquitetas usa ainda de uma película adesiva no vidro que divide a cozinha da lavanderia, gerando efeito parecido ao da serigrafia. “O número representativo de ambientes em apenas 41 m² foi possível somente porque deslocamos a sala de jantar para o terraço”, diz Paula.

Leia também:

Abaixo as paredes vazias

Saiba como improvisar na decoração

18 regras para reduzir o acúmulo de sujeira dentro de casa

    Leia tudo sobre: casa
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.