O equipamento pode vir com grelhas, coifa de aço inox e até kit de iluminação. Veja qual modelo escolher e aproveite para reunir os amigos

Preparar um churrasco caseiro é uma das melhores formas de reunir os amigos e a família em torno da mesa nos fins de semana. Antes reservado a quem dispunha de quintal, este prazer também pode ser uma realidade em casas pequenas e até apartamentos . “Hoje, o mercado oferece diversos modelos e tamanhos de churrasqueiras com alimentação a gás, carvão ou eletricidade”, afirma André Macchiori, diretor da Polytec, empresa especializada no produto.

Saiba mais:  Quanto custa uma reforma

O modelo da Viking é feito em aço inox com interior em cerâmica grossa e controle de temperatura
- Divulgação
O modelo da Viking é feito em aço inox com interior em cerâmica grossa e controle de temperatura

Escolher o tipo de “combustível” e adequar o modelo ao estilo da casa e ao espaço disponível são as principais questões a serem analisadas, de acordo com o arquiteto Gilberto Belleza. O preço também é um ponto importante a ser observado na hora da compra. Segundo André Macchiori, ter uma churrasqueira em casa custa, em média, R$ 1.700,00. “Mas o preço pode variar de R$ 500,00 a R$ 12.000,00.”

No caso dos modelos mais caros, a churrasqueira pode vir equipada com grelhas, espeto e coifa de aço inox, exaustor e até kit de iluminação. “Mesmo quem não abre mão de ter uma churrasqueira convencional pode investir em grelhas com sistema elevatório ou com gira grill elétrico, onde os espetos giram automaticamente”, diz a arquiteta Renata Coppola

Conheça alguns tipos de churrasqueira:

Convencional: construída com tijolos de barro. É necessária uma pequena laje que sirva de base para a caixa de queima. Esta deverá ser revestida internamente por tijolos refratários, assentados com argamassa refratária, existente no mercado. Acima da laje costuma-se deixar uma pequena abertura, fechada por uma portinhola, para facilitar a limpeza da caixa. Uma boca a partir de 70 cm pode ser considerada grande e é conveniente que esteja em local coberto. A chaminé deve ultrapassar o telhado em, no mínimo, um metro. No caso de um local sem telhado e sem outras adaptações, uma churrasqueira de tamanho médio sai em torno de R$ 1.300, com a instalação.

Pré-fabricada: Forma segura de não errar na construção e no tamanho. Confeccionada em concreto refratário. Na compra, na maioria dos casos, acompanha um kit com grelha e suporte para espetos. Costumam ter a gaveta para limpeza na parte inferior da caixa de queima. Pode ser revestida com diversos materiais.

Churrasqueiras ganharam mais espaço em casa e até em apartamentos pequenos
Getty Images
Churrasqueiras ganharam mais espaço em casa e até em apartamentos pequenos

A gás: Parecida com um fogão, com uma espécie de tampa, é feita em aço inox. Com rodas, pode ser movimentada para diversos lugares. Por não queimar carvão, é considerada ecológica e gera menos fumaça do que a convencional. Deve ficar abrigada da chuva e do sol. O investimento para ter uma máquina dessas com coifa é grande: entre R$ 4.000 e R$ 10.000.

Elétrica: Pode ser como a churrasqueira a gás, além de existirem vários modelos portáteis, que são basicamente uma forma com uma resistência e uma grelha. A forma deve ser preenchida com água, onde pingará a gordura. São práticas, porém têm consumo alto de energia. Assim como os modelos a gás, geram menos fumaça do que a convencional.

Sinal de fumaça

Seja a churrasqueira a carvão, a gás ou elétrica, a dispersão da fumaça gerada por seu uso deve ser sempre uma preocupação na hora de planejar a instalação . “Ter um bom planejamento de ventilação é fundamental. O retorno da fumaça indica um mau projeto”, afirma a arquiteta Raquel Del Valle.

Para evitar que a fumaça estrague a reunião, a churrasqueira deve contar com chaminé, coifa e, no caso de apartamentos, um exaustor. “Gosto também de colocar um dumper, que nada mais é do que uma tampa que fica no interior da coifa, isolando o final do duto, para garantir que a fumaça não volte”, diz Renata.

Gilberto Belleza também explica que, no caso dos prédios, antes de pensar em ter uma churrasqueira, o morador precisa verificar se o edifício tem uma estrutura adequada. “É preciso ter uma área adaptada. O duto que dá vazão à fumaça tem que passar externamente. Se isso já não existir, o prédio tem que autorizar a colocação de um.”


Leia também:

Como escolher e adaptar o corrimão

Tinta, azulejo ou ladrilho hidráulico?

Acerte na escolha do rodapé


Siga o iG Delas pelo Twitter e assine nossa newsletter para ficar por dentro das novidades.


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.