Com diversos materiais disponíveis, a peça garante segurança e dá charme à escada

O corrimão pode não ser o destaque principal de uma escada, mas aumenta a segurança e faz toda diferença na decoração do ambiente. Feita de alumínio, aço inox, madeira ou latão, a peça assume diversos acabamentos e seu modelo deve acompanhar o estilo da casa. “Cada opção garante um visual diferente. O alumínio, por exemplo, é bastante usado e fácil de limpar, mas por ser um material com resistência menor do que modelos como aço, geralmente não aguenta grandes impactos”, afirma Izabel Souki, engenheira e especialista em projetos decorativos.

Leia também:  Apartamento de 74 m² abusa de integração

Em ambientes com decoração rústica, as opções mais indicadas são os modelos em madeira, ferro e laqueados (que apesar de ser uma tinta resistente, se desgasta ao longo do tempo). Para estilos clássicos, segundo Izabel, o ideal é usar corrimãos de aço inox com acabamento dourado. Já espaços modernos pedem modelos de latão, com pintura fosca, revestidos por couro ou ainda os embutidos na parede, com iluminação própria.

Mas se a ideia for ousar e ter uma aparência descontraída , nada melhor do que instalar corrimãos “alternativos” e abusar de itens como cordas e até remos. “Outra opção interessante é pendurar varas de esquiar na parede” afirma Túlio Xenofonte, arquiteto da TXT Arquitetura. “Apesar disso, tais modelos são recomendados apenas em casas de veraneio, e não para o dia a dia. Nesses casos é preciso instalar peças feitas de materiais adequados ao toque”, diz.

Segurança garantida

Mais do que estética, também é importante pensar na estrutura do corrimão para garantir a segurança na escada. Com formato anatômico (e diâmetro de 3,5 cm a 5 cm para os modelos arredondados), a peça deve estar a uma altura de 92 cm do piso e afastada pelo menos 4 cm da parede. Além disso, a fixação deve ser realizada pela parte de baixo, e não pela lateral, para facilitar o correr das mãos.

Ainda no quesito segurança, a peça deve ser instalada preferencialmente nos dois lados, da mesma altura, e começar antes da escada e terminar 30 cm após o último degrau, de modo a oferecer apoio no término do percurso. E, caso a ideia seja embutir na alvenaria, será preciso deixar livre cerca de 20 cm acima do corrimão. “Antes de qualquer coisa, investigue se a parede tem espessura suficiente para aguentar o processo. Afinal, o nicho deverá ter 10 cm de profundidade e, se existir uma pilastra no meio, haverá dificuldade para contornar a situação”, diz Túlio.

Veja mais:

Saiba como improvisar na decoração

Casas estranhas pelo mundo

Adaptações em casa ajudam a garantir velhice saudável


Siga o iG Delas pelo Twitter e assine nossa newsletter para ficar por dentro das novidades.