Durante a reforma, living, sala de jantar, cozinha e até mesmo o escritório foram unidos para ampliar os espaços

Integrar foi prioridade durante a reforma feita pela arquiteta Denise Monteiro em um apartamento de 74 m², localizado em Moema. Para atender às necessidades de sua cliente, uma jovem com dois filhos, Denise organizou os ambientes de maneira prática e funcional . “Como o imóvel seria usado apenas nos finais de semana, já que a família mora no interior de São Paulo, a ideia foi criar algo parecido com um flat. Não hesitei em abusar de soluções que ampliassem os espaços”, diz.

Saiba mais:  Conforto e amplitude em apartamentos de até 50 m²

Ao reformar o imóvel antigo, a arquiteta integrou living, sala de jantar, cozinha e um pequeno escritório. Como resultado, mais de 10 m² foram liberados, aumentando a sensação de amplitude. Para separar o living do restante dos ambientes quando fosse necessário, Denise recorreu a uma porta de correr camuflada na estante de madeira. Ainda neste móvel, nichos foram adaptados e permitiram que itens decorativos fossem usados sem ocupar mais espaço.

Outras soluções como o uso de um grande espelho – instalado na sala de jantar – foram incluídas no projeto para ampliar o tamanho dos ambientes. Na decoração, a arquiteta ainda recorreu a cores neutras e terrosas, deixando os tons mais vibrantes para itens decorativos. Focos de luz indireta ressaltaram os detalhes do projeto. “O importante em um apartamento pequeno é planejar bem. Ao comprar móveis, por exemplo, sempre analise o tamanho para que caibam no espaço e não deixem os ambientes pequenos demais, prejudicando a circulação”, afirma Denise.

Leia também:

Coloque o micro-ondas no lugar certo

Quando vale a pena reformar

Casas estranhas pelo mundo

Siga o iG Delas pelo Twitter e assine nossa newsletter para ficar por dentro das novidades.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.