Antes de fechar a compra, pense no tamanho do pé direito, o tipo do piso e o estilo da decoração

Escolher o rodapé ideal para os ambientes da casa pode não ser uma tarefa tão fácil quanto parece e qualquer descuido muda o resultado da decoração. Por isso, antes de bater o martelo, o ideal é ter em mente o tamanho do pé direito, o tipo de piso e o estilo do ambiente. “A harmonia da casa também será definida pela manutenção da linguagem usada no rodapé, ou seja, mude a altura se necessário, mas não o material”, afirma Simone Algebaile, designer de interiores do Senac Rio.

Veja também:  Boas ideias para decorar a casa

Rodapé de 20 cm é um dos mais usados pelos profissionais de arquitetura
Divulgação
Rodapé de 20 cm é um dos mais usados pelos profissionais de arquitetura
Apostar em modelos mais altos que os 7 cm regulamentares é escolha cada vez mais comum entre os profissionais de decoração . A moda, entretanto, não cabe em qualquer lugar. Os rodapés acima de 15 cm delimitam a parede e dão ares de moldura, por isso devem ser colocados em ambientes amplos e com o pé direito alto.  “Para acertar na medida, analise as características do local. Se o pé direito for pequeno e o forro rebaixado, usar um rodapé alto dará a sensação de achatamento”, diz Simone. 

Outra dúvida frequente na hora da comprar o rodapé é decidir qual material trará o melhor resultado. Para o arquiteto Glaucio Gonçalves, usar o mesmo revestimento do piso não é a alternativa mais interessante. “A combinação básica está muito fora de moda e tem pouco efeito. Mas, caso faça muita questão, o ideal é usar modelos de 15 cm que valorizam o aspecto do piso”, afirma. 

Além da função estética, o rodapé também veda e protege a parede contra batidas de ferramentas de limpeza. Desse modo, sua escolha deve levar em consideração que pisos frios, por exemplo, são limpos com panos úmidos. “Usar um modelo de madeira nestes casos não é uma saída interessante, pois o contato com a água estufa e estraga o material a longo prazo”, diz o arquiteto. Nas áreas molhadas, a saída pode ser o gesso, o plástico e o cimento, que são mais duradouros e práticos.

A cor do rodapé também merece atenção especial. Como o objetivo é finalizar o acabamento , usar tonalidades chamativas pode gerar mais destaque do que o esperado. Apesar disso, o rodapé não precisa ser exclusivamente branco. Tons nobres como o bege, por exemplo, fazem um bonito contraste com um piso escuro de madeira. Veja abaixo alguns modelos de rodapés:


Combinar ou não?

Se o objetivo for valorizar a parede – caso ela tenha pé direito acima da média –, criando um painel delimitado, nada melhor do que usar o rodateto em conjunto com o rodapé. Mas não se preocupe em combiná-los totalmente, já que não precisam ter as mesmas características. Segundo Gonçalves, a harmonia pode ser garantida ao usar o rodateto na mesma altura do rodapé.

Veja mais:

Pisos diferentes em harmonia

Limpeza do piso requer cuidados

A praticidade dos pisos frios


Serviço:

Duratex
Telefone:  0800 770 3872

Gart
Endereço: Rua Clodomiro de Oliveira, 321 - São Paulo
Telefone: (11) 5511-7520

Indusparquet
Endereço: 
Calçada das Orquídeas, 102C - Alphaville, São Paulo - SP
Telefone. (11) 4195 4739

Leroy Merlin
Endereço: Av. Otto Baumgart, 500 - São paulo, SP
Telefone: (11) 4083-1300

Vidrotil
Endereço: Av. José Maria Whitaker, 833 – Planalto Paulista,  São Paulo - SP
Telefone.: (11) 5592-5400


Siga o  iG Delas  pelo  Twitter e assine  nossa newsletter para ficar por dentro das novidades.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.