O chef do restaurante Kinoshita apresenta a kappo cuisine, a comida japonesa na sua mais pura essência


Acordo Ortográfico


Tsuyoshi Murakami começou a sua aula neste sábado, 13 de setembro, falando um pouco sobre sua história de vida. Nasceu no Japão, mas foi criado dos 3 aos 18 anos no Rio de Janeiro. Como não gostava de estudar, meu pai me mandou de volta para o Japão, lembrou. Passou um tempo em sua terra natal, em seguida foi para os Estados Unidos e finalmente voltou para o Brasil, instalando-se no bairro da Liberdade, em São Paulo, onde o restaurante da família, o Kinoshita, que hoje foi repaginado e fica no bairro Vila Nova Conceição.

A proposta da aula de Murakami era aproximar os alunos da cultura japonesa por meio da kappo cuisine, que é uma comida mais caseira feita com tudo que há de fresco em cada estação do ano. Costumo chamar de a cozinha que meus avós não trouxeram para o Brasil, destacou.

Além do diferencial das receitas, que foram cinco entradas, dois pratos e uma sobremesa, o chef fez questão de passar para os participantes alguns dos segredos usados nos pratos de seu restaurante, como a procedência de ingredientes, o tipo da faca utilizada e outros toques artesanais.

Murakami trouxe um pouco do clima de seu restaurante para os participantes, mostrando os cumprimentos dados aos clientes na casa, com alguns gritos que significavam seja bem-vindo e sim. Mas o ponto alto da interação do chef com o público foi quando ele colocou o gogó para funcionar e cantou um trecho do hino brasileiro em japonês, versão feita exclusivamente para a comemoração do centenário da imigração japonesa.

Veja abaixo a inusitada entrevista com o chef Murakami:




Leia mais sobre: Casa Boa Mesa

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.