Um guia completo para quem quer mudar a decoração sem sair de casa

O movimento das compras on-line não para de crescer. Afinal, quem não quer evitar trânsito e filas, ter mais modelos do mesmo produto para escolher e, de quebra, pagar menos? Mas,assim como acontece nas compras presenciais, aquelas feitas pela internet também podem não agradar na hora em que a peça chega em casa. Para reduzir as frustrações, preparamos um guia básico com os itens que merecem atenção antes de finalizar a compra.

Mais:
- Aplicativos ajudam a decorar a casa 

1-Navegue com segurança
Para compras de todo tipo, e também para consultas a bancos, dê preferência a usar seu computador pessoal, com antivírus e firewall atualizados e em funcionamento. “Nas páginas seguras pode aparecer o símbolo de um cadeado e a URL terá a indicação “https://” em vez de “http://”, explica Maria Luiza Cury Milani, diretora administrativa da loja on-line Lolahome.

Além disso, escolha a loja virtual com o mesmo cuidado que escolheria uma loja física. Visite sempre a página institucional e procure ali um endereço físico e selos de segurança reconhecidos (como VeriSign, ebit e outros), conforme indica Ricardo Coelho, diretor da LoopDay. “Para verificar se os selos estão válidos e quando foi feita a última verificação, basta clicar sobre o ícone.”

Leia também:
- Estilo jovem e espaçoso em apartamento de 45 m² 

Checar a idoneidade do site com os próprios mecanismos de busca da web e nas redes sociais também é fácil e recomendado. “Você pode procurar em sites como o da Receita Federal, ou verificar através das redes sociais. Os internautas estão normalmente dispostos a falar sobre sua experiência de compra on-line e você poderá descobrir tanto as boas quanto as más experiências”, diz Ronald Heinrichs, diretor da Meu Móvel de Madeira (MMM).

Outra dica interessante é testar o atendimento (via chat ou telefone) antes de comprar. Se a empresa não atender como você esperava, isso pode ser um sinal de problemas futuros.

Na Dali Casa os produtos aparecem em ambientes, facilitando a observação de tamanhos e estilos
Divulgação
Na Dali Casa os produtos aparecem em ambientes, facilitando a observação de tamanhos e estilos

2-Fique atenta às medidas, peso e acabamentos
Antes de fechar a compra, preste atenção às medidas, aos acabamentos e às cores das peças que está comprando; ninguém quer um acessório que não combina com a decoração ou um móvel que ocupa espaço demais no ambiente e, apesar de a devolução ou troca ser sempre possível de acordo com o Código de Defesa do Consumidor, não custa evitar o que se tornaria um vai-e-vem desconfortável.

Prefira sites que disponibilizem boa quantidade de fotos das peças em diferentes ângulos, descritivos completos (com nome, material, medidas, peso, acabamentos e outros detalhes) e imagens ou vídeos simulando o uso das peças em ambientes, para que sua forma e tamanho sejam visualizados em contexto.

Confira:
- Móveis de papel estão em alta

A MMM inovou, criando uma aba específica no site para que todos os acabamentos sejam vistos e comparados em detalhes. “Na ‘MMM em cores’ o cliente pode visualizar melhor a tonalidade do acabamento escolhido e verificar quais outros produtos temos naquele mesmo tom, o que facilita a escolha”, explica Heinrichs.

Já a Etna, que vende tanto na loja física como on-line, criou um dispositivo que veta qualquer compra que não tenha passado pela escolha e conferência do acabamento. “Além disso, quando o cliente clica na cor, a foto do produto se modifica automaticamente, o que diminui a chance de selecionar um produto errado”, diz Gustavo Veiga, consultor de e-commerce da marca.

3-Opções de pagamento
Se nas lojas convencionais a forma de pagamento pode significar um bom desconto, no e-commerce, definir o modo como a conta será paga deve levar em conta, inclusive, a sua segurança.

Mais:
- Casas estranhas chamam atenção pelo mundo

Se você fica menos à vontade digitando os dados do seu cartão de crédito num site, a solução é optar por pagamento via boleto, disponível em todas as lojas consultadas nesta reportagem. O Paypal e o PagSeguro são outras opções interessantes.

Fique atenta a possíveis programas de fidelidade que as empresas mais tradicionais do mercado possam oferecer. A Meu Móvel de Madeira, por exemplo, combina dois programas: um que lhe dá descontos a partir de compras feitas por pessoas indicadas por você e outro, que garante que até 30 dias após sua compra, se o preço do produto baixar, você recebe de volta a diferença em créditos na loja.

O Meu Móvel de Madeira oferece o serviço de montagem em algumas cidades
Divulgação
O Meu Móvel de Madeira oferece o serviço de montagem em algumas cidades

4-Quem monta?
Apesar de oferecer o serviço de montagem profissional em algumas cidades do Brasil, o diretor da MMM garante que menos de 50% dos clientes solicitam o serviço. “Eles preferem montar sozinhos”, diz Heinrichs. Isso acontece porque, além dos móveis vendidos pela internet serem, de fato, fáceis de montar e contarem com manuais de instruções simplificados e detalhados, as empresas preparam seus SACs para auxiliar o trabalho por telefone, chat e até vídeo conferência. (Eles inclusive treinam a montagem para conhecer as dificuldades do comprador.)

Então, deixe a preguiça de lado e aproveite para se divertir como quando era criança e brincava com peças de encaixar. O resultado vai ser ótimo!

Veja ainda:
- Móveis coloridos renovam a decoração 

5-Tem volta?
Quando o produto chegou, você viu a cor exata e não gostou. Montou e só então percebeu que ele era maior do que o espaço disponível. Ou, pior: ele é perfeito, mas chegou arranhado ou quebrado... Tudo bem, é possível trocar a peça, convertê-la em outra compra ou até ter o seu dinheiro de volta, mas as regras para quem tem um produto com defeito podem ser diferentes das usadas para quem desiste da compra.

Com algumas exceções que beneficiam o cliente, a maioria das lojas indica que as peças sejam verificadas assim que entregues pela empresa de logística. Se a embalagem estiver aberta, rasgada ou se o produto estiver quebrado ou sem etiqueta, recomenda-se não recebê-lo e entrar em contato imediatamente com o atendimento por telefone e e-mail.

Mais:
- Cama arrumada como a de um hotel cinco estrelas 

Como isso pode se tornar um impeditivo, já que é comum o consumidor não estar em casa para receber o produto durante a semana, em horário comercial, algumas empresas criaram soluções como a entrega aos sábados, sem taxa extra para algumas capitais nacionais, como a MMM. Mas, de qualquer forma, o cliente tem até sete dias para reclamar algum defeito ou desistir da compra. Neste caso, as peças devolvidas precisam estar embaladas, desmontadas e sem qualquer sinal de uso ou tentativa de adulteração; e o cliente não deve pagar multa alguma (mas às vezes o transporte de devolução é pago, então convém questionar antes de fazer a compra).

As peças à venda na SD Online tem o crivo da arquiteta Fernanda Marques
Divulgação
As peças à venda na SD Online tem o crivo da arquiteta Fernanda Marques

6-Compras com curadoria
Se quiser pegar algumas dicas de decoração com especialistas, experimente o Dali Casa, comandado pela designer de interiores Liana Martinelli, que faz a curadoria de cada peça vendida. Outra loja que tem o crivo de um profissional de renome no mercado é a SDOnline+Fernanda Marques (fundado pela arquiteta em parceria com a irmã), que apresenta projetos da profissional ao mesmo tempo em que indica a compra das peças usadas, além de muitas outras opções.

Para quem busca na internet marcas que já tenham tradição, boas indicações são a centenária Doural, de acessórios para a casa, e a Westwing, com presença em mais de 15 países. Diariamente o site lança uma seleção de produtos que chegam a ter descontos de até 70%.

Serviço:

Lolahome

LoopDay

Dali Casa

Meu Móvel de Madeira

Etna

SDOnline+Fernanda Marques

Doural

Westwing

Siga o iG Delas pelo Twitter e assine nossa newsletter para ficar por dentro das novidades.

(*) Valores apurados em agosto/2012

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.