Cachorro morre após engolir osso que despedaçou-se rapidamente

Por iG Delas , Larissa Sant'Ana |

compartilhe

Tamanho do texto

A dona de Wicket, de três anos e meio, diz que só não processa a fabricante por falta de recursos e faz alerta na internet

Wicket era um lhasa apso de 3 anos e meio
Reprodução
Wicket era um lhasa apso de 3 anos e meio

Muitos perigos que ameaçam a vida dos animais de estimação já são conhecidos. Não deixar objetos pequenos no chão, não dar ao animal certos tipos de alimentos ou ficar atento ao que ele está mastigando são práticas comuns de quem tem cachorro em casa.

Mas um descuido pode acabar tirando a vida do seu pet. 

Wicket, um lhasa apso de três anos e meio, brincava com um osso comum comprado em pet shop, como tinha costume, quando o objeto se desfez rapidamente e ele acabou engolindo uma boa parte. "Ele estava na sala brincando, geralmente não o deixava sozinho, mas como o osso era novo e demoraria a se desfazer, me distanciei um pouco. Logo depois, meu marido veio falar que o Wicket estava com ânsia de vômito", lembra Sílvia Regina, dona do cachorro. 

Sílvia apertou a barriga do cachorro, que vomitou por duas vezes e aparentemente ficou bem. No dia seguinte, ele estava quieto, não queria comer e nem tomar água. Foi levado ao veterinário, que disse que o osso pesava no estômago e por isso ele não se alimentava. Depois de algumas injeções, o lhasa apso ainda recusava comida e foi para um hospital.

Parte do osso engolido por Wicket
Reprodução
Parte do osso engolido por Wicket

A radiografia abdominal não revelou nada, a mesma coisa para os dois raios-x do peito. Foi quando decidiram tentar passar uma sonda que a localização do pedaço de osso foi descoberta entre o esôfago e o estômago. Quando os veterinários abriram a barriga de Wicket para a retirada, o local estava necrosado e as chances de sobrevivência eram poucas. Ele morreu dois dias após a internação. 

Wicket no colo da dona Sílvia
Reprodução
Wicket no colo da dona Sílvia

"Quando ele era pequeno comprei aqueles palitinhos, mas ele passou muito mal, de espumar pela boca. Então, passei a comprar esse osso, que ele não comia. Além disso, existem várias reportagens falando bem do osso, que é bom para os dentes. Jamais pensei que algo do tipo poderia acontecer", diz Sílvia. 

Wicket foi cremado
Reprodução
Wicket foi cremado

Para alertar outros donos de pet, Silvia criou uma página no Facebook e escreveu sobre o ocorrido. "Eu não sabia, mas depois que criei a conta e publiquei meu relato, muitas pessoas vieram contar histórias perecidas. A maioria dos animais falecem, mas os que sobrevivem nunca mais têm uma vida normal." 

Conversamos com o Dr. Pet, Alexandre Rossi e ele deu dicas em relações aos brinquedos dados aos cachorros e o que deve ser feito em um caso como esse. Para saber mais clique aqui


Leia tudo sobre: OssoBrinquedoCachorroPetsBichosDelasIG

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas