Internet vira ferramenta eficaz e organizada para ajudar na busca pelo pet perdido

Thor voltou para casa graças ao Procura-se Cachorro
Arquivo pessoal
Thor voltou para casa graças ao Procura-se Cachorro

Quando um cachorro perde-se do dono, é comum espalhar cartazes com a foto e os dados do animal nos postes e paredes da região na qual ele foi visto pela última vez.

Com a internet, o apelo ganhou amplitude e divulgação, aumentando as chances de localizar o pet de estimação. Nos últimos anos, além das redes sociais, sites e aplicativos especializados em reunir “quem perdeu e quem encontrou” um animal proliferaram no mundo virtual e tornaram-se ferramentas importantes nessa busca.

A maioria deles trabalha com geolocalização, ou seja, consegue organizar em um mapa os locais onde os animais foram perdidos, facilitando a ação por bairros e estados. Os dados também são cruzados com possíveis resgates. Ao usar esses serviços, quem perde um animal pode ter mais esperanças de encontrá-lo e quem encontra um animal perdido pode verificar se há alguém procurando por ele.

Confira os serviços mais usados:

Cachorro perdido – Com uma interface simples, o site sem fins lucrativos permite o cadastro de cães perdidos e encontrados, além de promover a adoção de animais abandonados. Apesar do nome se referir a apenas cães, o site não restringe o cadastro de outros animais.

Procura-se cachorro – Lançado em outubro de 2012, o site também funciona com o sistema de geolocalização. Alem disso, é possível monitorar os animais pelas características físicas. Eficiente, os usuários recebem alertas quando os cadastros corresponderem a aquilo que estão procurando.

Petts – Aplicativo para celular. É possível cadastrar o local em que o animal se perdeu ou fugiu. Além da foto, o usuário também pode inserir as características do pet. Quando alguém encontrar um animal abandonado, é só checar se há gente procurando por ele. A busca pode ser feita de acordo com a localização (com a listagem dos animais que se perderam por aquela região) ou das informações físicas.

Classificado Animal – O site tem uma sessão inteira dedicada a animais achados e perdidos, mas não há o serviço de geolocalização, o que pode torná-lo menos eficaz.

Leia também:
Cão perdido é localizado após 2 anos
Cão é achado 16 dias após cair em fenda

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.