Comece a ingerir vitaminas agora e veja o bem que elas podem fazer para sua beleza até o verão chegar

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=delas%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237508747665&_c_=MiGComponente_C

No verão, nosso corpo se desidrata mais, podendo ficar ressecado e sofrer com os efeitos da exposição excessiva ao sol. Para que você se prepare e continue bem cuidada mesmo na estação mais intensa do ano, o médico cardiologista e ortomolecular, Fábio César dos Santos indica algumas vitaminas que precisam fazer parte de sua alimentação neste verão e ensina onde podemos encontrá-las.

Vitamina A
Encontrada em alimentos como fígado, manteiga, gema de ovo, sardinha, iogurte, leite e derivados desnatados. A Vitamina A desempenha importante papel na nossa alimentação, principalmente no verão: A Vitamina A possui várias propriedades importantes para proteger o corpo no verão. É antioxidante, evitando o envelhecimento da célula, e também restaura e constrói novos tecidos. Além disso, combate a acne e queda de cabelos, explica Fabio.

No entanto, devido à sua toxicidade, o consumo de vitamina A em excesso é prejudicial ao organismo. Enquanto as mulheres precisam atingir a recomendação de 700 microgramas, por dia. A quantidade diária aumenta para 1.300 microgramas para as grávidas, e não deve ser excedida.

Vitamina pró-A (betacaroteno)
Representada pelos alfa e betacarotenos- esses últimos mais conhecidos e importantes. A Vitamina pró-A é ótima, pois possui funções idênticas às da Vitamina A, porém sem conter a sua toxicidade, explica o médico. Além disso, não podemos esquecer que o betacaroteno acelera o bronzeamento da pele, complementa.

O betacaroteno auxilia até mesmo para quem quer ter o tão desejado bronzeamento do verão, pois age ativamente na recuperação da pele e auxilia na formação de melanina, pigmento presente na pele e responsável por protegê-la dos raios solares e conferir o bronzeamento. O betacaroteno não acelera o bronzeamento, mas a coloração amarelada que dá à pele pode proteger contra os raios ultra-violeta.

Você encontra Vitamina pró-A na abóbora, agrião, batata-doce, brócolis, cenoura, damasco, mamão, melão, pêssego, tomate, e em folhas como couve, espinafre e acelga.

O betacaroteno em excesso não é nocivo, e a quantidade a ser consumida varia de pessoa para pessoa. Um bom modo de saber se não está se excedendo é observar a palma das mãos: se estiverem amareladas, interrompa o consumo até a cor voltar ao normal e, quando voltar a ingerir essa substância, o faça em menor quantidade.

Vitaminas do Complexo B
Estudos mostraram que existem vários subtipos de Vitamina B, cada uma com sua função, o que existe é um Complexo B. Algumas dessas vitaminas são muito importantes, principalmente, no verão:

- Vitamina B2 ou riboflavina: favorece o metabolismo das gorduras, açúcares e proteínas e atua diretamente na saúde dos olhos, pele, boca e cabelos.

A deficiência em riboflavina provoca, entre outros sintomas, pele seca e rachaduras nos cantos da boca e nariz, além de coceira e ardor nos olhos, e isso faz dela uma importante aliada na hidratação do corpo humano. Esses sintomas somados com o tempo seco e a exposição ao cloro, sal e sol podem piorar ainda mais, portanto não se esqueça da vitamina B2.

Alimentos como vegetais verdes e produtos lácteos são fonte de riboflavina. A recomendação diária da vitamina é de 1,3 miligramas.

- Vitamina B6: favorece a respiração das células e ajuda no metabolismo das proteínas. Na falta da Vitamina B6 pode ocorrer: dermatite, feridas na boca e na língua, etc. As boas fontes dessa vitamina incluem o presunto e o peixe, nozes (amendoins, avelãs), pão, milho e cereais de grão integral.

Geralmente os vegetais e as frutas são fontes pobres de vitamina B6, embora existam produtos nestas classes alimentares que contêm quantidades consideráveis da mesma, tais como os feijões e a couve-flor, as bananas e as passas. A quantidade de B6 ingerida deve girar em torno de 1,3 a 2,0 miligramas por dia.

Vitamina C
A vitamina C protege a pele da ação dos raios ultravioleta, os grandes vilões do Verão. Além disso, essa vitamina preserva a estrutura dos fibroblastos (fibras da musculatura) e o colágeno, vital para a beleza e tonicidade da pele., orienta o doutor Fábio. Também não podemos esquecer que essa vitamina fortalece o sistema imunológico, consequentemente protegendo nosso corpo de gripes e enfermidades.

Encontramos a Vitamina C em alimentos saborosos e refrescantes, que vão bem em sucos, sobremesas e saladas, como abacaxi, acerola, agrião, caju, goiaba, laranja, limão, morango, tangerina e tomate.

Recomenda-se uma ingestão diária de 65 miligramas de vitamina C para mulheres, acima de 19 anos. Quem fuma deve consumir uma quantidade adicional de 35 miligramas por dia, devido ao aumento do estresse oxidativo.

Vitamina E
Ela tem papel duplamente importante na nossa alimentação. Isso porque, como afirma o ortomolecular, ela não só desempenha bem a sua função como também assegura a eficácia dos efeitos de outra vitamina: Além de ser antioxidante, a vitamina E atua na membrana celular e protege a ação da Vitamina C.

Apesar de encontrada em produtos que agradam ao paladar, acabam não sendo tão acessíveis a todos por ter o custo mais elevado e por suas fontes não serem facilmente encontradas. A vitamina E pode ser encontrada no abacate, amêndoa, avelã, azeite de oliva, castanha do Pará, cereais integrais, gérmen de trigo, pães integrais e repolho.

Os adultos com mais de 19 anos precisam ingerir, no mínimo 15 miligramas por dia. Para atingir a recomendação, insira óleos vegetais e sementes como amêndoas, amendoim, nozes e castanhas no cardápio.

    Leia tudo sobre: dieta
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.